PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quarta-Feira, 30 de Outubro de 2019, 07h:59
Tamanho do texto A - A+
AGRONEGÓCIO
MERCADO Twitter

Dólar segue pressionando soja brasileira

Por: AGROLINK

 

Segundo apurou a pesquisa diária do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, da USP), os preços da soja no mercado físico brasileiro fecharam a terça-feira (29.10) com preços médios da soja nos portos do Brasil sobre rodas para exportação caindo 0,71%, para a média de R$ 86,94/saca (contra R$ 87,56 do dia útil anterior). Com isto, o acumulado do mês atingiu 0,21%, contra positivos 0,92% do dia anterior.

 

“A cotação da soja em Chicago, teve leve queda, de 0,27% e o dólar, valorização de 0,28%, fechando em R$ 4,0032, fazendo com que os preços que os compradores ofereceram sobre rodas nos portos do sul do Brasil ou seus equivalentes em outros estados, tivessem queda”, explica o analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Pacheco.

 

No interior o preço também teve leve queda, de 0,11%, para R$ 82,51/saca, contra R$ 82,60 do dia anterior, com o acumulado atingindo 2,03%, contra 2,14% anterior. Ainda de acordo com a T&F, “nitidamente os preços continuam sendo afetados pelas recentes quedas na cotação do Dólar”.

 

CHINA ATIVA

 

As margens chinesas para a nova safra, estimadas em US$ 26/t, estimularam novas compras por parte da China na América do Sul, sendo 2 cargos de soja Argentina e 1 cargo de soja do Brasil, informa a T&F. Os prêmios da soja nos portos brasileiros continuam positivos: para dezembro ficaram estáveis, caíram 7 cents para fevereiro e 6 cents para março, voltaram a ser reportados para abril e maio, caíram 2 para junho e para julho. O mercado intermediário de Paper de Paranaguá novamente negociou março a +35h, de acordo com rumores.

Twitter

PUBLICIDADE



Edição 208 Dezembro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados