PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quarta-Feira, 24 de Abril de 2019, 17h:02
Tamanho do texto A - A+
BRASIL
Twitter

'Vira a página', responde Mourão ao ser questionado sobre novas críticas do filho de Bolsonaro

Por: G1

"Vira a página", respondeu o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, ao ser questionado nesta quarta-feira (23) sobre as críticas que tem recebido do filho do presidente Jair Bolsonaro, o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro.

 

Mourão deu a declaração ao chegar ao Palácio do Planalto após novas publicações de Carlos Bolsonaro nesta quarta em uma rede social. Na terça (22), o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, afirmou que Jair Bolsonaro deseja "colocar um ponto final" na divergência entre o vice e o filho.

 

Indagado sobre a insistência de Carlos Bolsonaro nas críticas mesmo depois do pedido de "ponto final" feito por Jair Bolsonaro, Mourão respondeu:

 

"Quando um não quer, dois não brigam, tá bom. Então, esse assunto, vira a página", declarou.

 

 

Na manhã desta quarta, Carlos Bolsonaro citou uma entrevista em que Mourão defendeu a permanência no Brasil do ex-deputado federal Jean Wyllys, do PSOL. Em janeiro, Wyllys, homossexual assumido e defensor das causas LGBT, abandonou o novo mandato para o qual foi eleito e deixou o país sob o argumento de que sofria ameaças.

 

O vereador classificou de "estranho" o que chamou de alinhamento de Mourão com políticos que, segundo ele, detestam o presidente.

 

À tarde, Carlos Bolsonaro escreveu: "Vice contraria Ministros e agenda que elegeu Bolsonaro Presidente" e postou um vídeo de um simpatizante intitulado "General Mourão: o traidor?".

 

Na terça, o vereador já tinha postado várias mensagens. Numa delas, citou a facada ao então candidato Jair Bolsonaro e disse que Mourão classificou a situação como vitimização.

 

Canelada

Mais cedo, durante entrevista à Rádio Gaúcha, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, foi perguntado sobre o motivo das críticas de Carlos Bolsonaro a Mourão.

 

Onyx disse que tem atuado para “pacificar” as relações e comparou os atritos com uma “canelada” que ocorre em um jogo futebol.

 

“Vamos voltar ao futebol, quantas vezes a gente vê no treino do Grêmio ou do meu Inter, que daqui a pouco uma canelada sai mais forte, um choque na disputa pela bola o pé vai por cima, isso acontece, porque isso é natural das relações humanas”, disse Onyx.

 

Onyx afirmou que as “coisas vão se ajustar” e afirmou que Bolsonaro é um “bom capitão” para resolver as divergências.

 

“A gente consegue, vamos dizer assim, em times de futebol entender que em alguns momentos, em algumas circunstâncias, na disputa ou por uma posição ou por uma condição de liderança, o que acontece? Tem os desacertos, mas aí o capitão Bolsonaro é bom capitão de time, ele consegue ajustar tudo”, afirmou.

 

Indagado se as críticas de Carlos são corretas, Onyx evitou julgar as declarações do filho do presidente. "Não me cabe julgar, me cabe administrar as relações", disse.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 179 Maio de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados