PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Domingo, 14 de Julho de 2019, 09h:01
Tamanho do texto A - A+
CIDADES
ASSÉDIO SEXUAL Twitter

Defensoria e Ciosp estudam “botão denúncia” para combater assédio no transporte coletivo

Por: Redação

 

A Defensoria Pública de Mato Grosso e o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) iniciaram as tratativas para a disponibilização das imagens, em tempo real, dos ônibus e terminais de Cuiabá e Várzea Grande e para a criação de uma função no aplicativo “Meu Ônibus MTU”, para a denúncia de casos de importunação sexual nesses locais.

 

“Os assédios dentro dos ônibus são uma realidade a se enfrentar. Entretanto, fica difícil, em algumas situações, identificar o agressor. Esse (recurso no) aplicativo será uma forma de enfrentar esse crime”, afirmou a defensora pública Rosana Leite, coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher (Nudem) de Cuiabá.

 

A reunião serviu como ponto de partida para que seja firmado um termo de cooperação técnica entre Ciosp, MTU (Associação Mato-grossense dos Transportadores Urbanos) e Defensoria com o intuito de que as forças policiais possam checar as imagens das câmeras nos veículos e terminais de transporte público, além da criação do “botão denúncia” (nome sugerido inicialmente) no aplicativo “Meu Ônibus MTU”, disponível gratuitamente para download na Play Store (Android) e App Store (iOS).

 

“Fomos procurados pela Defensoria para verificar como podemos contribuir para agilizar o atendimento a essas vítimas. É uma iniciativa louvável, legítima, por meio da Defensoria, para defender os direitos das mulheres em situação de vulnerabilidade, em especial quando utilizam o transporte público”, declarou o tenente-coronel Siziéboro Elvis de Oliveira Barbosa, coordenador do Ciosp.

 

Os técnicos do Ciosp explicaram que será necessário verificar a compatibilidade tecnológica entre as câmeras de monitoramento, o aplicativo da MTU e os sistemas operacionais do Ciosp. Caso ocorra a convergência técnica, os policiais terão acesso, em tempo real, à denúncia de importunação sexual e podem até solicitar ao motorista do coletivo que pare o veículo para que seja averiguada a situação.

 

“A Secretaria de Segurança Pública, por meio do Ciosp, a central que monitora e despacha todos os tipos de atendimentos de ocorrência emergenciais da força de segurança pública para proteger o cidadão, não poderia ficar de fora desse processo”, comentou o Barbosa.

 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 187 Julho de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados