PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 09h:07
Tamanho do texto A - A+
CIDADES
ENTREVISTA DA SEMANA Twitter

José Stopa: “Estamos retirando o reeducando de dentro do presídio e levando para trabalhar“

Por: Redação

Reprodução

 

O Notícia Max entrevista nesta semana o secretário de Serviços Urbanos de Cuiabá, José Roberto Stopa, que fala sobre os projetos da Pasta para 2019, sobre os imóveis que continuam a despejar esgoto no Parque das Águas e programas como o Cata Treco e mutirões de limpeza que beneficiam os bairros da Capital.

 

Notícia Max - O senhor comanda uma das Pastas mais ativas da Prefeitura de Cuiabá, com diversos projetos. Quais os de maior destaque?

 

José Roberto Stopa – Acredito que o nosso programa Cata Treco, que é aquele no qual retiramos todos os bens inservíveis dos bairros, como sofás velhos, colchões, enfim, tudo aquilo que hoje a população não tem onde descartar, o cidadão hoje pode ligar na Secretaria, agendar, e fazemos esse descarte de forma sustentável. Ou seja, o que dá para ser aproveitado, aproveitamos doando para a cooperativa dos catadores, e aquilo que não dá para ser reaproveitado, encaminhamos ao aterro sanitário.

 

E também a missão que o prefeito Emanuel Pinheiro nos deu, da revitalização de 100 novas praças, e isso vai revolucionar a nível de visual o município de Cuiabá.

 

Talvez esses dois sejam os grandes projetos da Secretaria, porém, não descartando outra coisa muito importante, que é agora no mês de março vamos ter 27 novos caminhões zerados da coleta de lixo e também a implementação de lixeiras subterrâneas, da limpeza do rio Cuiabá, coisas assim que estamos trabalhando e estruturando no sentido de melhorar Cuiabá.

 

Isso diante de um projeto de priorização que o prefeito nos pediu para que possamos melhorar a limpeza da cidade.

 

Notícia Max - A Secretaria vem desenvolvendo mutirões de limpeza, mas vemos que em alguns locais logo há acúmulo de lixo novamente. O que poderia ser feito para solucionar esse problema, falta uma campanha de conscientização?

 

José Roberto Stopa – Realmente falta uma campanha de conscientização em alguns pontos, reconhecemos isso, porém, a Prefeitura tem um programa de educação ambiental, agora, o que precisamos aprimorar e melhorar realmente, é a questão da fiscalização, que infelizmente é deficiente, e bolsões de lixo também têm que ser um caso de polícia, que também tem que atender e prender, porque é um crime como qualquer outro contra o meio ambiente.

 

Notícia Max – E como está a questão do Parque das Águas, já que um levantamento apontou que 15 imóveis ainda desrespeitam o TAC e continuam a jogar esgoto no local?

 

José Roberto Stopa – Evoluímos bastante. Eram 40 e faltam 15, e tenho certeza, e tem até o final do mês para o governo nos dar uma posição, mas acredito que essa nova gestão do Governo do Estado vai resolver o problema, e estamos buscando esse entendimento para que zere o assunto.

 

Eram 40, caiu pra 15 e tem que zerar, esse é o grande objetivo. Mas a nível de bandeira de luta, a nível da luta da Prefeitura de Cuiabá, no sentido de resolver o problema, tem surtido efeito. 

 

Desde o início da gestão do prefeito Emanuel Pinheiro temos comprado essa briga, chegando ao ponto de concretar o cano que joga o esgoto, assinar um TAC no Ministério Público com o promotor Gerson Barbosa, então quer dizer, de 40 pra 15, 25 já se regularizaram, e acreditamos que com essa nova gestão esses 15 também se regularizarão.

 

Notícia Max -  Como está sendo essa parceria com a Fundação Nova Chance de reinserção de reeducandos, está sendo positiva?

 

José Roberto Stopa – Sem dúvida nenhuma. Primeiro porque estamos retirando o reeducando de dentro do presídio e levando para trabalhar e devolvendo às 17 horas. Quer dizer, estamos fazendo com que esse cidadão tenha uma nova oportunidade, tenha a oportunidade de se regenerar, tenha a oportunidade de se incluir novamente na sociedade.

 

É mais uma ação ousada do prefeito nos afiançar nessa parceria, no sentido que realmente tenhamos a inclusão social verdadeiramente falando. A essas famílias que talvez não tivessem sequer dinheiro para comprar uma cesta básica no final do mês, porque o reeducando está lá, no presídio, ele se alimenta, mas geralmente sua esposa e seus filhos sequer tem dinheiro para se alimentar.

 

Com esse programa nós pagamos um salário mínimo, onde uma parte desse recurso vai para a esposa do reeducando, então na verdade possibilitamos a inclusão social, dar dignidade a eles e dar trabalho que é o mais importante e oportunidade para quando adquirirem a liberdade possam ingressar no mercado de trabalho.

 

Notícia Max -  A Avenida do CPA vai ser contemplada com a intervenção paisagística? Quando começa os trabalhos?

 

José Roberto Stopa – A partir do dia 15 de fevereiro retornamos e vamos concluir toda Avenida do CPA, plantando grama, deixando claro que se for necessário o VLT realmente vier, vamos fazer a retirada de forma sustentável e reutilizar a grama e a terra em outro local, quer dizer, sem prejuízo para a municipalidade.

 

Notícia Max - Qual o planejamento da Pasta para o ano de 2019?

 

José Roberto Stopa – É trabalhar muito, avançar em todas as áreas, melhorar nosso programa Cata Treco, melhorar a logística, melhorar a coleta de lixo, melhorar a manutenção das praças. O prefeito nos autorizou, através da Limpurb., um novo teste seletivo que vai melhorar o número de braçais, o número de trabalhadores, de motoristas, e sem dúvida nenhuma vai refletir na qualidade.

 

Twitter

PUBLICIDADE



Edição 166 Fevereiro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados