PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 18 de Novembro de 2019, 15h:07
Tamanho do texto A - A+
ESPORTE
ESPORTE EDUCACIONAL Twitter

Mato Grosso estreia na fase nacional dos Jogos Escolares

Por: Redação

Reprodução

 

Em cerimônia realizada no sábado (16.11), no ginásio Galegão, em Blumenau/SC, foram abertos os Jogos Escolares da Juventude, principal competição estudantil do país e que revela talentos para o esporte nacional. Os jogos reúnem 4.998 atletas dos 26 Estados brasileiros e do Distrito Federal, de 14 modalidades esportivas, nas categorias 12 a 14 anos e 15 a 17 anos. Nessa edição, Mato Grosso participa com a maior delegação de sua história, com 270 atletas, sendo 12 equipes de modalidades coletivas e representação em todas as modalidades individuais.

 

O evento contou com a presença do presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley Teixeira, e de diversas autoridades, apresentações de dança, desfile das delegações, juramento dos atletas, revezamento da tocha feito pelos Embaixadores dos Jogos Escolares e finalizando com o acendimento da pira, honra que coube a Carlos Honorato, vice-campeão olímpico de judô em Sydney 2000.

 

Durante a cerimônia de abertura, o Estado foi representado por dirigentes, técnicos e estudantes que disputam o primeiro bloco de competições que segue até quarta-feira (20.11), com as modalidades de basquete, handebol, judô e luta olímpica. 

 

“Voltaremos pra Mato Grosso muito melhores do que chegamos aqui, esse intercâmbio cultural, intercâmbio com outros atletas, isso faz com que a equipe possa melhorar e leve isso pro nosso Estado, tudo é replicado internamente”, comenta Gabriel Vasconcelos, treinador da equipe de basquete feminino da escola Regina Pacis, de Sinop.

 

Neste domingo (17.11) foram disputadas as primeiras competições e Mato Grosso já conquistou uma medalha com o bronze de Bianca Victoria, atleta de wrestling (luta olímpica) da Escola Arena, de Cuiabá. 

 

A professora Luzia Fernandes, treinadora da estudante medalhista, falou sobre o impacto da conquista. “Os jogos escolares são muito importantes para que surjam novos talentos e motivar a participação das crianças. Essa medalha da Bianca, por exemplo, já está motivando mais participantes, acaba influenciando desse jeito. E mesmo sem medalha, a participação também é muito importante, pois traz novas experiências, novas histórias”.  

 

A Escola Coopema, de Barra do Garças também estreou bem na competição escolar. A equipe mato-grossense de basquete masculino de 12 a 14 anos venceu o Colégio Ari de Sá Cavalcante, do Ceará, por 54 a 24. 

 

“A estreia foi bem difícil porque a gente estava nervoso, mas depois foi se soltando, conseguimos abrir um bom placar e vencer a equipe do Ceará. Para ro restante da competição a gente espera manter o bom nível e fazer outros bons jogos”, festeja o estudante João Carlos, de 14 anos.

 

De 21 a 25 de novembro, os Jogos Escolares serão disputados pelas modalidades de atletismo, badminton, futsal e vôlei. E de 26 a 29, as provas são de ciclismo, ginástica rítmica, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez. 

 

As próximas saídas das equipes mato-grossenses rumo a Blumenau serão nos dias 19 e 24 de novembro. A logística e organização das viagens das delegações mato-grossenses são providenciadas pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), que também foi responsável pela realização das etapas regionais e estaduais que classificaram as equipes para a competição nacional.

 

Confira alguns números dos Jogos Escolares da Juventude Blumenau 2019:

 

Esportes: 14 (atletismo, badminton, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia, wrestling e xadrez)

 

Locais de competição: 27 (incluindo quadras, piscina e pista de atletismo)

 

Atletas: 4.998 dos 26 Estados brasileiros e do Distrito Federal

 

Técnicos: 683

 

Comitê Organizador: 94 profissionais

 

Chefes de delegação: 27

 

Oficiais: 65

 

Médicos e fisioterapeutas: 39

 

Embaixadores: 14 (11 atletas e 3 professores – química, matemática e português)

 

Observadores técnicos: 16, de 11 modalidades diferentes

 

Árbitros: 494

 

Voluntários civis: 120

 

Voluntários militares: 67

 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 207 Dezembro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados