ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sexta-Feira, 09 de Novembro de 2018, 17h:00
Tamanho do texto A - A+
Twitter
MONITORADO POR TORNOZELEIRA

Polícia Civil recupera carga de defensivos com homem condenado a 50 anos por homicídios

Por: Assessoria | PJC-MT

Divulgação/Polícia Civil

 

Uma carga de defensivos agrícola avaliada em R$ 150 mil foi recuperada em ação conjunta da Delegacia de Roubos e Furtos de Rondonópolis, do município de Rondonópolis (212 km ao Sul) com a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), realizada na quinta-feira (08).

 

Um homem que escondia os produtos dentro de casa foi preso por receptação, tráfico de drogas, corrupção de menor e posse irregular de munição. O suspeito, Marcos Simão Pacífico, 40 anos, oriundo do Estado do Rio Grande do Sul, aparece envolvido em 23 assassinatos, sendo réu confesso em oito, todos praticados em seu estado de origem.

 

O preso tem condenação de 50 anos por crimes de homicídios. Ficou preso em regime fechado 15 anos e está em liberdade condicional com uso de tornozeleira eletrônica.

 

Os produtos foram roubados no dia 2 de novembro deste ano, de uma propriedade rural, no Distrito de Fátima de São Lourenço, região de Rondonópolis. Na ocasião, a família foi rendida por ao menos cinco homens encapuzados e armados com armas longas.

 

As investigações iniciaram pela Derf de Rondonópolis que, em trocas de informações com o GCCO, as unidades conseguiu localizar o possível depósito utilizado pelos criminosos. Os defensivos estavam guardado em dois cômodos de uma casa, no bairro Jardim Iguacú, local de moradia do suspeito, Marcos Simão Pacífico, de 40 anos.

 

Na quinta-feira, equipes lideradas delegado da Derf Rondonópolis, Vinicius Prezzotto, realizaram campana e procederam às buscas no local identificado. Foram recuperados os defensivos roubados, que ainda serão contabilizados e regularmente apreendidos, além da apreensão de entorpecentes (maconha, pasta base), balança de precisão e apetrechos, encontrados dentro da casa de Marcos Simão.

 

O suspeito contou que pagou R$ 20 mil pela mercadoria e iria revender por R$ 60 mil. Os produtos podem estar também relacionados a outros dois roubos ocorridos em propriedades rurais, mas a maior suspeita é que pertença a fazenda do Distrito de Fátima de São Loureço. Os policiais estão checando as notas fiscais para confirmar a propriedade.

 

O preso foi encaminhado para audiência de custódia.

Twitter


Veja mais sobre este assunto:


Edição 157 Novembro de 2018

COLUNISTAS
Enquete

BLOGS MAX



© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.