ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quinta-Feira, 12 de Julho de 2018, 08h:45
Tamanho do texto A - A+
Twitter
OPERAÇÃO HARLEM

Quadrilha que comercializava R$ 1 milhão em drogas por ano é alvo da Polícia Federal

Por: Redação

REPRODUÇÃO

 

A  Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (12) a Operação Harlem, com o objetivo de reprimir o tráfico de drogas na região de Barra do Garças (MT) e Aragarças (GO).  Participam da ação 44 policiais, que cumprem nos municípios 13 mandados de prisão preventiva, um mandado de prisão temporária, 12 mandados de busca e apreensão, além de sequestro e bloqueio de bens dos investigados. As ordens judiciais foram expedidas pela Justiça Estadual da Comarca de Aragarças (GO).

 

As investigações tiveram início em 2018, sendo quatro os investigados. No entanto, ao longo do trabalho policial, apurou-se o envolvimento de outras pessoas na associação criminosa, com tarefas específicas e individualizadas. Dos 15 investigados já identificados, quatro já estão presos em decorrência do tráfico de drogas e outros crimes, como homicídio.

 

O alvo principal e líder da associação foi preso recentemente por suspeitas de tentativa de homicídio, fato ocorrido ao longo da investigação.

 

O grupo é suspeito de praticar o comércio de cocaína, maconha, LSD e ecstasy numa “boca de fumo” em Aragarças, cuja responsabilidade, além do líder, fica a cargo de seu braço direito e de sua esposa, alvos de mandados de prisão.

 

Outros investigados são fornecedores e distribuidores da droga, além dos transportadores, contando a associação criminosa com dois mototaxistas presos nesta data por fazerem a entrega de drogas para os clientes dos traficantes.

 

Estima-se que a associação para o tráfico movimentava anualmente mais de R$ 1 milhão.

 

O nome da operação faz alusão ao bairro Harlem, palco do seriado da Marvel, Luke Cage, onde um traficante e líder de uma organização criminosa comanda o tráfico de drogas local. O bairro é situado na cidade de Nova York/EUA e é cortado pelos rios Hudson e Harlem. Na Operação Harlem, o principal investigado é líder de uma organização criminosa que comanda o tráfico na cidade de Aragarças (GO), cidade cujas divisas também se dão por rios, o Rio Garças e o Rio Araguaia.

Twitter



Edição 139 julho de 2018

COLUNISTAS
Enquete

BLOGS MAX



© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.