PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sábado, 16 de Novembro de 2019, 07h:41
Tamanho do texto A - A+
POLÍTICA & PODER
SAÚDE Twitter

Dr. Leonardo defende interiorização do tratamento contra o câncer

Por: Redação

 

O deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT) defendeu a interiorização do tratamento de pessoas vítimas de câncer, durante  o Segundo Fórum Sobre Oncologia, promovido pela ONG Cirinho Sorrindo, realizado na Câmara de Vereadores de Sorriso, na noite de quinta-feira (14.11). De acordo com o parlamentar, além de ser viável financeiramente, ajudaria na recuperação do paciente.

 

“É desumano uma pessoa, com câncer, ter que se deslocar sozinho para outra cidade para poder fazer quimioterapia, sem a companhia de um familiar. Isso impacta diretamente na recuperação do paciente, que já está mais suscetível a sofrer uma depressão. E não é inviável trazer esses tratamentos para o interior, nos hospitais regionais. O que precisamos é repensar a política de saúde”, disse o deputado, que é médico.

 

Durante o evento, foram debatidos os direitos, acolhimento dos pacientes e de como se prevenir contra o câncer. O evento é organizado pela ONG de Combate ao Câncer Cirinho Sorrindo. De acordo com a presidente e fundadora da ONG, Carla Pianesso, foi importante a participação do deputado federal para poder discutir de forma prática como o poder público para melhorar a atuação.

 

“Para nós, ter uma representação de alguém do Congresso Nacional, ainda mais ele, que nos acompanha desde o começo, é de suma importância. Todos os projetos que levamos é estudado por ele para melhorar os atendimento, o acolhimento do paciente, ter uma resposta mais rápido dos órgãos públicos. Até porque o Dr. Leonardo é médico, entende como funciona o SUS, a burocracia, a morosidade. Ele vem para somar a ajudar a mudar essas políticas que estão atrasadas”, disse Carla.

 

Ele destacou que é importante a criação de um protocolo nos Postos de Saúde, onde ocorre o primeiro atendimento dos pacientes. “É nestes locais que ocorre o primeiro contato com a doença. Outro ponto importante é o agente de Saúde. É ele que faz as visitas aos moradores. Por isso, é preciso a criação de um protocolo para buscar um diagnóstico mais rápido”.

 

Ainda de acordo com a presidente da ONG vai ser feita carta de intenções que será encaminhada ao Congresso, através do deputado Dr. Leonardo, para tratar sobre a garantia do tratamento. Atualmente, alguns pacientes já estão há dois anos na fila devido a atual política de diagnóstico a acolhimento

 

A lei sobre prazo para exame de câncer no SUS, foi sancionada pela presidência da República e publicada no Diário Oficial da União. Agora, entrará em vigor nos próximos 180 dias.

 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 208 Dezembro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados