ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Terça-Feira, 03 de Julho de 2018, 10h:38
Tamanho do texto A - A+
Twitter
PREOCUPANTE

Saúde pública é a principal dificuldade na gestão dos municípios

Por: Assessoria | ALMT

Reprodução

Plano de Saúde

 

Saúde pública é a principal dificuldade na gestão dos municípios. A avaliação unânime foi feita por vereadores e prefeitos de Poconé e Nossa Senhora do Livramento durante a reunião dessas lideranças políticas, na sexta-feira (29).

 

A demanda por serviços de saúde em Poconé é preocupante, a população não consegue, muita vezes, nem recorrer a outro município para tentar ser atendida”, afirmou o prefeito municipal Atail Marques do Amaral (PR).

 

A demanda por saúde se refletiu nos números de atendimentos realizados pelo projeto Assembleia Itinerante. Em sua 15° edição, que este ano já foi realizada em Porto dos Gaúchos, Alto Araguaia. Em Poconé a maior procura foi pelos médicos. Eram cinco especialidades disponíveis: clínico geral, ortopedista, pneumologista, dermatologista, urologista.

 

Pescadora há mais de 20 anos, Beatris dos Santos, da Ilha do Piraí, no Pantanal, veio em busca de uma consulta médica para tratar de dores de cabeça e nos ombros.

 

Desisti de tentar no posto de saúde daqui, nunca tem médico ou as consultas são marcadas para depois de muito tempo.

 

Dores antigas e constantes também são a reclamação da doceira Dalvina Arruda.

 

Dói e amortece minha perna, meu braço. Não posso nem ir ao quintal apanhar alguma coisa que já sinto dor”. Ao lado da irmã ela era uma das primeiras aguardando o início do atendimento médico.

 

Demandas municipais – A reunião das lideranças políticas da região com os deputados estaduais foi um momento de apontamento das necessidades dos municípios em busca do apoio parlamentar. O documento consolidando as demandas dos vereadores e prefeitos foi entregue aos deputados.

 

A deputada Janaína Riva foi uma das parlamentares presentes. “A reunião com as lideranças locais é o momento mais importante, no meu entendimento, do projeto Assembleia Itinerante. É aqui que vemos de perto a crise dos municípios e o que podemos fazer em benefício deles”, destacou a deputada, que lamentou a dificuldade de ter as emendas feitas pelos deputados serem cumpridas e pagas pelo governo estadual.

 

Além dos problemas na área de saúde, vereadores trouxeram demandas para construção de ponte entre os municípios de Poconé e Livramento, na região da Morraria; e a implantação do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), do Exército.

 

A região de Porto Jofre carece de uma unidade do Gefron. É uma questão de segurança para Mato Grosso”, ressaltou o vereador Márcio Fernandes (PMDB). Ele destacou também a dificuldade de interlocução com o governo estadual.

 

Encaminhamos demandas ainda em 2017 e até hoje estamos sem nenhuma resposta”, lamentou. Apesar de existirem outras demandas, a saúde sempre voltada para o foco das atenções.

 

Nosso hospital não consegue oferecer exames básicos como raio x e mamografia para a população. É lamentável”, avaliou Fernandes.

 

O vereador Juarez Arruda (PV) comparou as Unidades Básicas de Saúde (UBS) a elefantes brancos. “O município não tem condições de manter as UBS e garantir atendimento ao nosso bem mais precioso, que é a nossa saúde”.

 

Novo fundo para saúde pública – Ouvidas as demandas da saúde, o deputado Eduardo Botelho (DEM), presidente da Assembleia Legislativa, lembrou da aprovação recente do Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (FEEF) para destinação exclusiva em saúde, que poderá representar investimentos na região.

 

A estimativa é que o governo arrecade fundo cerca de R$ 107,2 milhões ainda este ano, entre os meses de junho e dezembro, e mais R$ 76,6 milhões para o período de janeiro a maio de 2019.  Aprovado pela Assembleia Legislativa, a lei que cria o fundo está agora aguardando a sanção do governador.

 

O fim dos dois dias do projeto Assembleia Itinerante foi co a entrega de 60 Moções de Aplausos para moradores de Poconé que contribuíram com a cidade. Entre os homenageados estavam professores, vereadores, artistas locais, integrantes de grupos de dança folclórica e personalidades poconeanas.

 

É uma honra para a Assembleia Legislativa reconhecer a importância da contribuição desses cidadãos para a história de Poconé, um município bicentenário e porta de entrada para o nosso Pantanal”, destacou Botelho durante a solenidade realizada na Câmara Municipal com a presença dos homenageados e familiares.

Twitter


Veja mais sobre este assunto:


Edição 139 julho de 2018

COLUNISTAS
Enquete

BLOGS MAX



© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.