PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Terça-Feira, 21 de Janeiro de 2020, 10h:35
Tamanho do texto A - A+
AGRONEGÓCIO
AMEAÇA Twitter

África Oriental vê maior surto de gafanhotos em 25 anos

Por: Agrolink

 

O surto mais grave de gafanhotos do deserto em 25 anos está se espalhando pelo leste da África e representando uma ameaça sem precedentes à segurança alimentar em alguns dos países mais vulneráveis do mundo, dizem as autoridades. Condições climáticas incomuns são parcialmente responsáveis. 

 

Os enxames de gafanhotos pairam como nuvens escuras no horizonte em alguns lugares. Aproximadamente com o comprimento de um dedo, os insetos voam juntos aos milhões e estão devorando colheitas e forçando as pessoas abandonarem algumas áreas que sofrem mais com os enxames. 

 

Um "aumento extremamente perigoso" na atividade de gafanhotos foi relatado por autoridades no Quênia nesta semana. Um enxame mede aproximadamente 37 milhas de comprimento por 25 milhas de largura no nordeste do país, informou a Autoridade Intergovernamental para o Desenvolvimento (IGAD) em comunicado. 

 

"Um enxame típico de gafanhotos do deserto pode conter até 150 milhões de gafanhotos por quilômetro quadrado", afirmou. “Os enxames migram com o vento e podem percorrer de 100 a 150 quilômetros em um dia. Um enxame médio pode destruir a quantidade de alimentos em um dia suficiente para alimentar 2.500 pessoas”, completou. 

 

O surto de gafanhotos do deserto, considerado a espécie mais perigosa de gafanhotos, também afetou partes da Somália, Etiópia, Sudão, Djibuti e Eritreia e o IGAD alertou que partes do Sudão do Sul e Uganda podem ser as próximas. O surto está piorando a situação de má segurança alimentar da região, alertou a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação. Centenas de milhares de acres de colheitas foram destruídas. 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 214 Fevereiro de 2020

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados