PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Terça-Feira, 21 de Janeiro de 2020, 10h:03
Tamanho do texto A - A+
AGRONEGÓCIO
BOVINOS Twitter

Aumento nos abates em MT deve manter preços altos

Por: Agrolink

Frigorífico

 

O aumento nos abates de bovinos no estado do Mato Grosso (MT) deve manter os preços altos no País, segundo informações divulgadas pelo Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) em relatório na segunda-feira (20.01).  De acordo com o portal especializado da CarneTec Brasil, o ano passado foi bom no estado em questão. 

 

“O abate de bovinos em Mato Grosso somou 5,69 milhões de cabeças no ano passado, alta de 5,24% em relação a 2018, segundo dados do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) citados pelo Imea. Do total de gado abatido, 56,7% foram machos e 43,3% foram fêmeas”, diz o texto. 

 

Além disso, o abate de novilhas entre 12-24 meses aumentou 19,24%, para 445,40 mil cabeças. Também houve alta de 25% no abate de fêmeas entre 24-36 meses, para 752,25 mil cabeças em 2019. “Diante deste cenário, para 2020 as perspectivas demonstram que o estoque de machos pode reduzir e, se o cenário aquecido das exportações permanecer, as cotações podem se sustentar na tendência de alta”, escreveram analistas do Imea em relatório. 

 

“Na semana passada, frigoríficos relatavam dificuldade de encontrar animais para abate, segundo o Imea. O aumento nos abates de fêmeas é acompanhado pelos frigoríficos pois ajuda a estimar a possibilidade de aumento de preços no futuro com base na disponibilidade de gado para abate”, completa. 

 

O preço no estado, no entanto, estava encerrando o ano passado em queda, talvez motivado pelo aumento dos abates, após aumento de 50% em alguns cortes. “Nossa expectativa é recuperar 100% do movimento que tínhamos. As vendas caíram 75% após os aumentos de preço”, afirmou Robson dos Santos, gerente de um açougue na Capital. 

Twitter

PUBLICIDADE



Edição 214 Fevereiro de 2020

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

MAIS LIDAS


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados