PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Terça-Feira, 10 de Dezembro de 2019, 13h:37
Tamanho do texto A - A+
CIDADES
DISQUE 191 Twitter

Ciosp deve receber 2.900 chamadas por dia com integração da PRF

Por: Redação

 

Entre janeiro e 08 de dezembro de 2019, o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) recebeu 650.760 ligações, das quais resultaram em 135.512 atendimentos. A média é de 2.500 chamadas por dia, com cerca de 500 atendimentos concretizados. Os números devem aumentar, com a integração de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF) à equipe do Ciosp, a partir desta terça-feira (10.12), para 2.900 ligações diárias.

 

A estimativa foi feita com base na produtividade do disque 191, que recebe em torno de 400 chamadas diariamente referentes a ocorrências da PRF. Por meio de um acordo de cooperação técnica firmado entre o órgão federal e a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), estas ligações agora são recebidas pelo Ciosp, que conta com 12 agentes da PRF, em regime de escala, para fazer o filtro e direcionar a ação operacional.

 

Além disso, as câmeras OCR (sigla em inglês para Reconhecimento Óptico de Caracteres) da PRF instaladas nas cinco rodovias federais de Mato Grosso também passam a integrar o sistema de videomonitoramento do Ciosp, que é a principal política de segurança do Estado.

 

O uso da tecnologia, alinhado à integração operacional, é a diretriz adotada pela Sesp-MT para reforçar a segurança pública sem demandar recursos financeiros extras. Segundo o secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp-MT, coronel PM Victor Paulo Fortes, a parceria com a PRF fortalece este objetivo.

 

“Agora temos a presença física da PRF, o que facilita o atendimento à população, pois a integração dos sistemas dinamiza os procedimentos e resulta em mais rapidez na resposta”, afirma o coronel.

 

A iniciativa foi alinhada em setembro deste ano, durante reunião entre os representantes da PRF e da Sesp-MT. A superintendente substituta da PRF em Mato Grosso, Iara Alves, exemplifica de que forma a presença dos agentes federais no Ciosp dará mais agilidade aos atendimentos.

 

“Muitas vezes o cidadão está numa rodovia estadual e aciona o 191 quando precisa de socorro, sendo que esse disque é voltado para rodovias federais. Com a integração, esse direcionamento será feito muito mais rápido”, explica ela.

 

Trotes atrapalham atendimentos

 

O Ciosp agora concentra as chamadas feitas ao 190 (PM-MT), 193 (Bombeiros), 197 (Polícia Civil), 181 (Disque Denúncia), 199 (Defesa Civil) e 191 (PRF). A diferença entre o número de chamadas feitas (650.760) e o de atendimentos (135.512) chama a atenção e é explicada pela quantidade de trotes e outros casos que não competem ao serviço de urgência e emergência.

 

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp-MT reforçou a orientação à população.

 

“É muito importante termos consciência de que trote é considerado crime e, mais do que isso, pode custar uma vida, pois é um tempo que nossos agentes perdem checando uma informação falsa ou tendo que responder a questionamentos que não são relacionados à segurança pública. Tempo esse que poderiam dedicar ao atendimento de situações que realmente necessitam do serviço, que é estritamente voltado a ocorrências policiais urgentes”, frisa Victor Fortes.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 210 Dezembro de 2019 ( EDIÇÃO ESPECIAL

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados