PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 25 de Novembro de 2019, 15h:14
Tamanho do texto A - A+
CIDADES
SEGURANÇA Twitter

Sala de armazenamento de dados da Sesp recebe certificação da ABNT

Por: Redação

Lenine Martins/Sesp-MT

 

A sala-cofre da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) renovou, em novembro deste ano, a certificação da Associação Brasileira de Normas e Técnicas (ABNT). O documento é fornecido após validação de resistência a incêndio, gás, inundações e disparos de arma de fogo. Todos os testes realizados constataram que a unidade da Secretaria atende a todos os critérios de segurança.

 

O espaço é utilizado para armazenar informações da Sesp e das demais unidades das forças de segurança, como Polícia Militar (PM), Polícia Judiciária Civil (PJC), Corpo de Bombeiros (CBM) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). Na sala-cofre são armazenados os Boletins de Ocorrências, imagens capturadas câmeras do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública e dados de carteiras de identidade feitas em Mato Grosso.  

 

O superintendente de Tecnologia da Informação da Sesp, Walmir Oribe, ressalta que o teste é importante para certificar que a sala atende aos parâmetros de funcionamento “A averiguação da sala-cofre mostra que o Estado está tomando todas as providências necessárias para manter as informações preservadas e seguras”.

 

O teste, chamado de ensaio não destrutível, foi realizado pela empresa Green4T, sob coordenação da auditora da ABNT, Silvia Rosa de Souza.

 

“Na simulação é feita a pressurização e a despressurização do local. Com isso, é possível obter informações que ateste que a sala atende aos critérios de segurança disposto nas normas da ABNT”, revela.

 

Criação

 

A sala-cofre da Sesp foi criada em 2014, como exigência para a realização da Copa do Mundo, e conta com 36 metros quadrados e possui capacidade para arquivar 240 terabytes de dados. A sala tem um sistema de ar-condicionado com três máquinas de alta precisão e capacidade que operam em rede, garantindo o controle de temperatura e umidade do interior.

 

Para não haver a interrupção do armazenamento ou perda de dados, a sala-cofre possui sistemas de energia composto por dois transformadores, dois grupos moto-geradores e dois nobreaks capazes de manter o centro em funcionamento por vários dias em caso de falta de energia.

 

A entrada de pessoas é feita por meio de identificação biométrica e o interior possui câmeras que monitoram as atividades dos técnicos. O espaço ainda possui detectores de pré-incêndio e fumaça, sendo equipada com sistema de combate a incêndio que evita perda dos componentes eletrônicos.

 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 215 Fevereiro de 2020

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados