ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Quarta-Feira, 04 de Julho de 2018, 09h:00
Tamanho do texto A - A+
Twitter
ÁGUA PARA O FUTURO

Projeto lança concurso de desenho, redação e vídeo nesta quarta

Por: Assessoria | MPE-MT

Ilustrativa

cachoeira

 

O projeto “Água para o Futuro”, que busca garantir a segurança hídrica de Cuiabá e o abastecimento de água potável por meio da identificação, preservação e recuperação de nascentes lança nesta quarta-feira (04), às 9 horas, no auditório da Procuradoria-Geral de Justiça, em Cuiabá, o concurso de desenho, redação e vídeo. A competição será voltada a alunos matriculados nas escolas da rede municipal de educação. 

 

As inscrições serão realizadas nas próprias escolas no período de 5 a 12 de julho e poderão participar alunos matriculados no ensino fundamental e na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Participarão do concurso de desenho estudantes do 1ª ciclo, de vídeo os do 2ª ciclo e EJA e do concurso de redação os estudantes do 3ª ciclo. 

 

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, o Projeto Água para o Futuro” será uma ferramenta que contribuirá na implantação da educação ambiental das unidades educacionais municipais assim como incentivará os estudantes a se sentirem parte integrante do meio ambiente e co-responsáveis pela manutenção e seu equilíbrio. 

 

O promotor de Justiça e coordenador do projeto Gerson Barbosa alega que busca na parceria com as escolas fortalecer a educação ambiental no currículo das unidades de Ensino da Rede Municipal de Educação enriquecendo práticas pedagógicas e incentivando a comunidade escolar com a construção de uma vida sustentável tendo como foco a importância dos recursos hídricos para a sobrevivência dos seres vivos e do planeta. 

 

O PROJETO

 

O “Água para o Futuro” é composto por profissionais que realizam os estudos ambientais das nascentes urbanas nas áreas de Geologia, Hidrogeologia, Fauna e Vegetação. O projeto também envolve profissionais de diversas áreas da tecnologia para o armazenamento e processamento de dados geográficos, desenvolvimento do site e aplicativo para smartphone, filmagens aéreas em alta definição, utilização de veículo aéreo não tripulado (vant), para monitoramento, inspeções e perícias, confecção de mapas, entre outras funções. 

 

Dos 550 pontos vistoriados na Capital Mato-grossense, 180 nascentes foram confirmadas pelo projeto.

Twitter


Veja mais sobre este assunto:


Edição 139 julho de 2018

COLUNISTAS
Enquete

BLOGS MAX



© 2016 NOTÍCIA MAX - Todos os direitos reservados.