PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 02 de Dezembro de 2019, 08h:03
Tamanho do texto A - A+
ENTRETENIMENTO
PESQUISA REVELA Twitter

As pessoas preferem saber se foram traídas?

Por: MEURUBI.COM

ASSESSORIA

NAMORO

 

Segundo  pesquisa feita em site, a verdade nem sempre é a melhor opção.

 

A infidelidade não é um assunto fácil de lidar, seja para quem foi traído ou para quem traiu, mas imaginamos que a maioria de nós prefere saber se nosso parceiro já pulou a cerca, entretanto, nem todas as pessoas pensam dessa forma. A verdade, às vezes, pode não ser a melhor escolha. 

 

 

Questionando o assunto, a rede social, Meu Rubi, conversou com sete mil inscritos para saber suas preferências caso a infidelidade aconteça.

 

Entre esses, 40% cogitaria falar a verdade ao parceiro caso um deslize acontecesse, 27% não falaria e o restante dependeria da situação. Se acontecesse o contrário, 58% gostaria de saber ao ser traído. 

 

 

Em muitos casos, as pessoas realmente se arrependem ao trair uma vez só. Daí vem a dúvida, contar ou não ao meu companheiro?

 

O medo da perda é o principal empecilho, para 54% dos entrevistados. A vergonha está logo atrás, com 29%. Falta de coragem, medo da reação e de magoar o outro são o restante.

 

Nesse caso, a honestidade pode ser um ponto favorável para aquele que foi traído confiar no parceiro novamente, já que está contando por vontade própria o deslize. Mas sabemos que nem todas as pessoas conseguem perdoar e continuar o relacionamento. Entre os inscritos, 47% cogitaria perdoar, dependendo da situação, o restante afirma não perdoar em hipótese alguma caso fossem traídos. 

 

 

Para deixar a discussão ainda mais duvidosa, conversamos com dois inscritos que já passaram pela situação, de maneiras diferentes. 

 

Marcelo, 36, traiu a ex esposa uma só vez e resolveu contar a verdade. “Estava arrependido, era um casamento de dez anos já. No início foi bem complicado, até o momento da aceitação, mas ela me perdoou e continuamos. Hoje estou solteiro novamente por outros fatores”,conta. 

 

A honestidade foi uma aliada importante de Marcelo, fato

 que pode acontecer em diversos outros relacionamentos. Mas há aquela porcentagem que não tem coragem para assumir o erro, como no caso de Kellen, 29. “Aconteceu a primeira vez quando tínhamos dois anos de relação, eu tive medo de contar a ele e honestamente, nosso relacionamento não estava ruim, apenas aconteceu”, explica. “Após a primeira vez, foi acontecendo outras com pessoas diferentes. Sinto que é um escape para mim mesma, não me orgulho do que faço, mas sei que não está influenciando negativamente em nossa relação”, finaliza. 

 

 

Chegamos assim, à conclusão de que contar nem sempre

 é a melhor opção, como muitos pensam. As duas alternativas podem ser consideradas caso um erro aconteça, entretanto, não podemos ignorar que esconder não é uma atitude das mais honestas, independente da sua intenção. 

 

O melhor a fazer é analisar a situação e entender o que será melhor para o seu relacionamento, sem machucar a outra pessoa, se for possível. 

 

 

 

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 207 Dezembro de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados