PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sexta-Feira, 24 de Janeiro de 2020, 09h:05
Tamanho do texto A - A+
ESPORTE
BOXE Twitter

Após confirmar, Esquiva Falcão desiste de viagem para lutar na China, por causa do coronavírus

Por: Globo Esporte

Flávio Perez/On Board Sports

 

Por causa do coronavírus, o lutador brasileiro Esquiva Falcão desistiu de viajar para a China na noite desta quinta-feira para enfrentar Ainiwaer Yilixiati, no dia 2 de fevereiro, em Haikou. Durante o dia, o boxeador disse que ia embarcar rumo ao país asiático porque todos os cuidados tinham sido tomados por ele e sua equipe.

 

- Neste momento está rolando uma epidemia forte na China, de um vírus muito perigoso, mas eu e a minha equipe já fomos orientados a sempre usar máscaras e se proteger para não acontecer nada. Já vi notícias que morreram mais de dez pessoas por causa desse vírus. Então, galera, fiquem despreocupados que eu e a minha equipe estamos indo sabendo desse vírus e tomamos todos os cuidados - afirmou Esquiva Falcão, em um vídeo publicado na internet.

 

Mas o embarque foi cancelado porque a promotora dos combates de Esquiva Falcão orientou ele e sua equipe a permanecerem nos Estados Unidos. O combate do boxeador capixaba, invicto na carreira profissional, era pelo título mundial silver do WBC (World Boxing Council) e também eliminatório para o título mundial da categoria dos médios.

 

Ainda não foi informado se o confronto de Esquiva Falcão e o chinês Ainiwaer Yilixiati foi cancelado ou ocorrerá em outro local. A luta estava marcada para a cidade de Haikou que fica a 1,5 mil quilômetros de Wuhan, cidade onde os cientistas acreditam que teve início a propagação do vírus.

 

A epidemia de coronavírus na China já matou oficialmente 25 pessoas, de acordo com as autoridades chinesas. E foram confirmados 830 casos da doença, que não tem vacina, cura e cientistas acreditam que pode ser propagada pelo ar.

 

Além da China, Estados Unidos, Japão, Coreia do Sul, Tailândia, Taiwan, Singapura, Vietnã e Arábia Saudita já detectaram casos de infecção por coronavírus.

 

A propagação da doença também já havia feito o Comitê Olímpico Internacional (COI), na terça-feira, cancelar a realização do pré-olímpico de boxe da Ásia e Oceania, que estava previsto para ocorrer a partir do dia 3 de fevereiro, em Wuhan.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 214 Fevereiro de 2020

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados