PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sexta-Feira, 06 de Setembro de 2019, 15h:30
Tamanho do texto A - A+
ESPORTE
NA COLETIVA Twitter

Técnico do CSA, Argel fala pela 1ª vez após vazamento de áudio: "Coisa de fofoqueiro"

Por: GLOBO ESPORTE

DENISON ROMA

ARGEL 1

 

O técnico Argel Fucks concedeu entrevista coletiva nesta sexta. Foi a primeira vez que ele falou com a imprensa após o vazamento do áudio. O nome do treinador foi comentado em todo o país, pelas críticas que fez a atletas do CSA, mas Argel se manteve calado por cinco dias.

 

Na entrevista, economizou palavras sobre o áudio. Pediu para encerrar o assunto e disse que o episódio não faz parte do que interessa no futebol.

 

- Cada um tira as suas conclusões e suas interpretações. Isso faz parte. Eu não tenho tempo para fofoca, acho que isso foi coisa de fofoqueiro. Eu tenho que me preocupar é com os atletas, com o grupo de jogadores, com os jogadores que estão aqui, não com os jogadores que já saíram - comentou Argel, que pediu à imprensa para falar apenas sobre a partida contra a Chapecoense.

 

- A gente tem um jogo importante no domingo. E o futebol, no meu entendimento, sempre tem que estar em primeiro plano. Acho que a gente já falou muito desse assunto. Eu gostaria de abordar com vocês a parte de futebol, que é a parte que realmente interessa. Estou à disposição de vocês para perguntas, em nível de treinamento, em nível de jogo, que vai ser domingo contra a Chapecoense.

 

Mudança

 

Argel mudou a forma de trabalhar após o áudio. Ele até fechou o treino da tarde desta sexta. Argumentou que precisa de privacidade para montar o time para o jogo de domingo, às 19h, contra a Chapecoense.

 

Assim, dez minutos após a coletiva, a imprensa tem que deixar o CT do Mutange. Neste sábado, o trabalho final também será fechado.

 

- Nunca fui um treinador de fechar o treino, mas preciso fechar e conto com a compreensão de vocês (imprensa). Mas é um adversário que nos conhece muito. A Chapecoense conhece nosso trabalho, e a gente conhece o trabalho da Chapecoense. Dez, doze jogadores da Chapecoense trabalharam com a gente, então por isso que a gente vai acabar fechando o treino para traçar uma estratégia - explicou Argel.

Twitter

PUBLICIDADE



Veja mais sobre este assunto:

Edição 211 Janeiro de 2020

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados