PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Terça-Feira, 23 de Abril de 2019, 17h:29
Tamanho do texto A - A+
POLÍTICA & PODER
ATÉ 12 VEZES Twitter

CCJR aprova parcelamento de IPVA; projeto segue para votação

Por: Redação

 

Com a aprovação pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), o projeto de lei de autoria do deputado estadual Silvio Fávero (PSL), que prevê o parcelamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), licenciamento e multas vai ao plenário para apreciação dos 24 deputados.  A medida que já é realidade em outros estados brasileiros, como São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Paraná passa a valer se sancionado pelo  governador do Estado Mauro Mendes (DEM), que em recente entrevista à imprensa, disse que um estudo sobre o assunto já está sendo feito.

 

O projeto, segundo Silvio, é uma solução para zerar a inadimplência de contribuintes com o estado e ao mesmo tempo aliviar para o cidadão que terá a possibilidade de negociar sua dívida no cartão de crédito, em até 12x. Em Mato Grosso, mais de 70 mil contribuintes estão em atraso com o pagamento do IPVA, licenciamento e multas, sob ameaça de terem seus nomes inscritos na Dívida Ativa do Estado, caso o pagamento não seja efetuado.

 

“A crise afetou o estado e evidentemente o cidadão. Devido à crise, o mato-grossense teve que se readaptar financeiramente. E, quando falamos em IPVA ou qualquer outro imposto, principalmente veicular, sabemos que não são baratos e essa foi uma maneira que encontrei de ajudar o contribuinte e também o estado, já que através do parcelamento é possível evitar a inadimplência”, ressaltou o deputado.

 

A iniciativa de Fávero tem como base a Resolução nº 619/2016 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que estabelece e normatiza os procedimentos para a aplicação das multas por infrações, a arrecadação e o repasse dos valores arrecadados, para dispor sobre o pagamento parcelado de multas de trânsito.

 

“O estado está atrasado nesse aspecto. É possível rever a inadimplência e o projeto de lei apresentado tem solução para isso. Cabe agora ao Poder Executivo estadual sancionar ou não a lei que irá regularizar a situação de milhares de contribuintes, além de eliminar, claro, boa parte dessa inadimplência”, enfatizou Fávero.

 

Twitter

PUBLICIDADE



1
Comentários

Relindes 24/04/2019 08h04

Só espero e peço que esse parcelamento não seja concedido só pra quem tem cartão de crédito, tem que ser parcelamento normal. Se for só no cartão poucas pessoas serão beneficiadas.

INíCIO
ANTERIOR
PRÓXIMA
ÚLTIMA

Veja mais sobre este assunto:

Edição 192 Agosto de 2019

PUBLICIDADE

Enquete
COLUNISTA
BLOGS MAX
  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE

  • PUBLICIDADE


PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

© 2019 - Notícia Max - Todos os direitos reservados