Cuiabá, 14 de Julho de 2024
Notícia Max
14 de Julho de 2024

CIDADES Quarta-feira, 12 de Junho de 2024, 16:40 - A | A

Quarta-feira, 12 de Junho de 2024, 16h:40 - A | A

estiagem

Corpo de Bombeiros alerta população para não fazer uso do fogo

Em Mato Grosso, o uso do fogo fica proibido em todo o território a partir de 1º de julho

Da Redação

A comandante do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), tenente-coronel Pryscilla de Souza, alerta para que os mato-grossenses respeitem o período proibitivo e não façam uso do fogo, a partir de 1º de julho. Além de ser crime, a prática pode resultar em grandes incêndios florestais e provocar tragédias.

“Desde o final de 2023, estamos em um período de estiagem severa em Mato Grosso e toda região. A incidência de chuva diminuiu, a umidade está cada vez mais baixa, e as previsões são de que em agosto e setembro a seca se intensifique ainda mais. As condições naturais já estão favoráveis aos incêndios florestais, portanto é preciso que a população assuma o dever de não fazer uso do fogo para que juntos possamos evitar um cenário de desastre”, afirma a comandante do Batalhão de Emergências Ambientais, tenente-coronel Pryscilla de Souza.

Neste ano, o Governo de Mato Grosso está destinando R$ 74,5 milhões para o combate de crimes ambientais. Os principais recursos destinados pelo Governo do Estado estão concentrados nas ações de prevenção e combate aos incêndios florestais, que terão investimento de R$ 30,9 milhões, para locação de quatro aviões e contratação de 150 brigadistas, entre outras ações.

“Estamos preparados, mas precisamos da colaboração da população”, reforça.

A comandante do BEA explica que a atenção da população deve se estender também a qualquer ação que envolva o fogo, como o descarte de cigarro nos acostamentos das rodovias. Segundo ela, esta ação pode parecer inofensiva, mas traz resultados prejudiciais à flora e fauna mato-grossense.

“Durante este período, nas zonas rurais, o cuidado com o fogo tem que ser redobrado. Qualquer fagulha pode se tornar um incêndio de grandes proporções. Então este alerta fica também para os motoristas, em rodovias, não jogarem bitucas de cigarro nos acostamentos das rodovias. Esta ação pequena pode prejudicar muito o nosso meio ambiente”, explica.

O uso de fogo sem autorização da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) ou durante o período proibitivo é crime, conforme determina a Lei Federal 9605, de 1998, conhecida popularmente como Lei de Crimes Ambientais. Somente neste ano, o Corpo de Bombeiros de Mato Grosso já aplicou mais de R$ 39 milhões.

“Mesmo com os inúmeros alertas, infelizmente ainda temos aqueles que insistem neste erro. Só que estas pessoas não saem impunes. Estamos diariamente em campo, fiscalizando e multando. Em Mato Grosso, crime ambiental tem tolerância zero”, finaliza.

Período proibitivo

Neste ano, o período proibitivo de uso do fogo foi ampliado e contará com prazos diferentes para os biomas mato-grossenses. Na Amazônia e Cerrado, fica proibido o uso do fogo para limpeza e manejo de áreas entre 1° de julho e 30 de novembro. Já no Pantanal, a proibição se estende até 31 de dezembro.

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários