Cuiabá, 15 de Julho de 2024
Notícia Max
15 de Julho de 2024

CIDADES Quinta-feira, 24 de Novembro de 2016, 13:52 - A | A

Quinta-feira, 24 de Novembro de 2016, 13h:52 - A | A

PROTESTO

Quatro unidades do IFMT paralisam nesta sexta-feira (25)

Da Redação

 

Amanhã (25), será o Dia Nacional de Lutas, Greves, Paralisações e Protestos. O movimento foi convocado pelas centrais sindicais de todo o país para que os trabalhadores brasileiros lutem, de maneira unificada, em defesa dos direitos sociais e contra os desmanches que estão sendo propostos pelo Governo Federal.

O Sinasefe MT informa que quatro unidades do Instituto Federal de Mato Grosso aderiram à paralisação: Reitoria, Várzea Grande, Cuiabá – Bela Vista e Cuiabá – Octayde Jorge da Silva. Os demais campi não vão paralisar as atividades.

Como ocorreu nas paralisações anteriores, haverá mobilização por parte dos servidores dos campi. Uma assembleia geral será realizada pelos professores e técnicos do Campus Cuiabá – Octayde Jorge da Silva a partir das 15h, na Sala de projeções. Uma das pautas será a deflagração ou não de greve a partir do dia 01 de dezembro.

As entidades que convocaram o movimento também estão mobilizando os trabalhadores para participar da ocupação do prédio do INSS, na Avenida Getúlio Vargas, centro da capital, a partir das 12h. Às 16h, na Praça Alencastro, tem início a concentração de uma caminhada que segue até a sede do INSS. 

CONFRESA

Os servidores lotados no Campus Confresa estão em greve desde o dia 26 de outubro. A próxima assembleia geral para avaliação do movimento será no dia 02 de dezembro.

Além de serem contra a PEC 55, também conhecida como PEC do Teto de Gastos; MP 746, que trata da reforma do Ensino Médio; PL 287, “Programa Escola Sem Partido”; PLP 257, da renegociação das dívidas dos estados; e reforma previdenciária, os servidores ainda lutam contra o corte de R$ 1,2 milhão no orçamento para 2017. “O prejuízo para a sociedade, de imediato, é a redução de 100 vagas no ensino médio e tecnológico. Tivemos que diminuir o número de matrículas para conseguir fazer com que o campus consiga funcionar com o orçamento reduzido”, declarou Gislaine Maia, coordenadora geral do Sinasefe MT.

CAMPO NOVO DO PARECIS

Professores e técnicos do campus avançado de Campo Novo do Parecis deflagraram greve no dia 11 de novembro, porém, em assembleia geral, decidiram pela suspensão do movimento no dia 18.

PRIMAVERA DO LESTE

Já os servidores de Primavera do Leste estarão com as atividades paralisadas até a próxima quarta-feira, 30 de novembro.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários