Cuiabá, 23 de Maio de 2024
Notícia Max
23 de Maio de 2024

CIDADES Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2016, 10:16 - A | A

Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2016, 10h:16 - A | A

APÓS SOFRER AVC

Reitora da UFMT apresenta melhora neurológica e clínica

Da Redação

 

A  reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra, segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Rosa.  Ela  sofreu um aneurisma cerebral durante um evento de comemoração aos 46 anos da instituição na noite de sábado (10). Ela teria passado mal após o discurso e, em seguida, foi encaminhada para a unidade médica.

Um dia após ser internada, a reitora passou por uma neurocirurgia, para a implantação de um cateter para monitorar a pressão intracraniana, temperatura cerebral e drenagem do líquor hemorrágico. Posteriormente, o aneurisma cerebral foi imobilizado e o cateter foi retirado no dia 14. 

De acordo com nota divulgada pela assessoria de imprensa da instituição, Myruan Serra apresenta melhora neurológica e clínica, sendo que a última tomografia realizada pela paciente revelou discreta melhora na imagem radiológica, mantendo estabilidade hemodinâmica e sem febre. A reitora já abriu os olhos, e aparentemente não apresenta nenhuma deficiência motora.

“O quadro de saúde continua grave, porém estável. A reitora está sob os cuidados da equipe da Unidade de Terapia Intensiva, coordenada pelo doutor Márcio Paes e pela equipe de neurologia MedNeuro, diz a nota. 

CONFIRA NOTA NA ÍNTEGRA:

A reitora da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Myrian Serra, segue internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santa Rosa. A equipe médica responsável pelo tratamento informa que a paciente permanece levemente sedada e apresenta discreta resposta neurológica.  Foi realizada tomografia computadorizada de crânio que revelou redução do edema cerebral. O quadro de saúde continua grave, porém estável e com discreta melhora. A reitora está sob os cuidados da equipe da Unidade de Terapia Intensiva, coordenada pelo doutor Márcio Paes e pela equipe de neurologia MedNeuro.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários