Cuiabá, 18 de Maio de 2024
Notícia Max
18 de Maio de 2024

ESPORTE Sexta-feira, 23 de Setembro de 2016, 15:03 - A | A

Sexta-feira, 23 de Setembro de 2016, 15h:03 - A | A

Wrestling

Guilherme Porto leva prata na Luta Olímpica dos Jogos Escolares

Mato-grossense residente em Cuiabá e nascido em Rondonópolis é o 2º melhor do país

Junior Martins / Fotos: Wander Roberto/Exemplus/CO

Um dos atletas da seleção mato-grossense escolar de Wrestling, Guilherme Porto, de 13 anos, conquistou medalha de prata na etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJs), na categoria B (de 12 a 14 anos), no peso leve, que ocorre de 20 a 29 de setembro, em João Pessoa (PB). Vitória aguerrida após a recuperação de uma clavícula quebrada durante o período de treinos ainda em Cuiabá. Foi a primeira medalha individual do JEJs ganha pelo garoto. 

 

De acordo com o presidente da Federação Mato-grossense de Jiu-jitsu e Lutas Associadas (FMTJJLA), Francisco José Pessoa Fernandes, o Chicão, o menino venceu nas quartas de final o capixaba, Abnner Emanuel Santos (ES), venceu na semifinal o paraibano, Wenddell Wesley dos Santos (PB), e depois perdeu a final para o amazonense, Helisson Raí Bresson (AM). Segundo ele, o resultado incentiva técnicos e atleta a buscar mais medalhas nas próximas competições.

 

“Ano passado nós conseguimos subir ao pódio cinco vezes. Foram três vezes na categoria B com uma prata e um bronze individuais e uma prata por equipe. Neste ano nós já levamos um ouro e uma prata individuais na mesma categoria. Aliás, um ouro inédito da índia Bakairi, Larissa Tywaki. Ainda temos o resultado por equipe para ver e, de 10 a 19 de novembro, as disputas na categoria A (de 15 a 17 anos). Na A nós conquistamos dois bronzes no ano passado”, disse.

 

Para o vice-campeão brasileiro escolar de wrestling, categoria B, peso leve, Guilherme Porto, o resultado coroa o trabalho do último ano. “A prata significou muito, pois sei o quanto dei meu máximo. Foram muitas horas de treinos técnicos e físicos. Com direito a fratura na clavícula e recuperação. Tive minhas falhas, reconheço elas e farei de tudo para melhorar. Acreditava que pegaria o ouro, mas não foi dessa vez. Voltarei mais forte no próximo ano”, comenta o wrestler. (assessoria de imprensa / www.clippingcom.com )

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários