Cuiabá, 21 de Maio de 2024
Notícia Max
21 de Maio de 2024

FICA ESPERTO Quarta-feira, 26 de Outubro de 2016, 14:22 - A | A

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2016, 14h:22 - A | A

DEVIDO AO FERIADO

Júri do dia 31 de outubro é antecipado em Cuiabá

Da Redação

A sessão do Tribunal do Júri prevista para dia 31 de outubro (segunda-feira), em Cuiabá, foi antecipada para o dia 28 de outubro (sexta-feira), em razão da transferência do feriado em homenagem ao Dia do Servidor Público. O julgamento dos réus Jailson Jorge dos Santos e Jesus Santana Rios será às 13h30, no Fórum de Cuiabá, presidido pela juíza titular da 1ª Vara Criminal, Mônica Catarina Perri Siqueira.

Jailson e Jesus são acusados de tentar matar Carlos Rodrigues de Souza Neto em agosto de 2015, no bairro Alvorada, na capital (processo código 414291). Segundo a denúncia, eles praticaram o crime “com divisão de tarefas, por motivo torpe e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima”. Carlos foi atingido com vários disparos de arma de fogo nas regiões da perna, braço e tórax. O crime não foi consumado porque acabaram as munições dos denunciados e a vítima foi prontamente atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Conforme o Ministério Público, os três eram usuários de drogas e atuavam na venda de substância entorpecente na região conhecida como ‘Cracolândia’, situada nas proximidades da Rodoviária de Cuiabá. Dias antes dos fatos, Carlos se desentendeu com Jesus em virtude de divergência relacionada a valores provenientes do tráfico de drogas e, por isso, danificou a moto do acusado. Com o objetivo de se vingar de seu desafeto, o denunciando decidiu matar Carlos com apoio de Jailson.

O acusado Jailson foi preso em flagrante e, na audiência de custódia, a prisão foi convertida em preventiva de modo a garantir a ordem pública. A prisão preventiva do corréu Jesus foi decretada dias depois, após o recebimento da denúncia pelo Judiciário, “para garantia da ordem, por conveniência da instrução criminal e para assegurar a aplicação da lei penal”.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários