Cuiabá, 22 de Maio de 2024
Notícia Max
22 de Maio de 2024

POLÍCIA Segunda-feira, 14 de Novembro de 2016, 08:12 - A | A

Segunda-feira, 14 de Novembro de 2016, 08h:12 - A | A

FINAL DE SEMANA EM CUIABÁ

Trio é preso ao recusar pagar conta em boate e agredir PM

GD

Divulgação

POLICIA

 

Dois universitários e um engenheiro civil foram presos no início da manhã de domingo (13), depois de se recusarem a pagar conta de cerca de R$ 2 mil em uma boate sertaneja, na avenida Isaac Povóas, em Cuiabá, proferirem ofensas à mulheres, desacatarem policiais militares do 10°BPM e agredirem fisicamente um soldado PM, que precisou de atendimento médico. J.G.S.J, 28, engenheiro civil, F.J.M.C, 24, e J.C.S.S, 23, estavam em visível estado de embriaguez.

Consta no boletim de ocorrências, que o trio, se recusou a pagar conta de R$ 2.070,00, e iniciou confusão, proferindo palavras de baixo calão contra as mulheres que ali se encontravam, e mesmo advertidos pelo chefe de segurança da boate Valley Pub, continuaram com ofensas.

 

Quando policiais do 10°BPM chegaram, foram atacados pelos homens com hostilidade, e tiveram o trabalho ridicularizado por mais ofensas e desacatos. O rapaz F.J, 24, chegou a usar o termo “idiota”, contra um soldado e entrou em luta corporal contra o policial, diante da recusa de ser conduzido para a delegacia.

 

O soldado sofreu um traumatismo no ombro esquerdo e precisou receber atendimento na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) da Morada do Ouro. Devido à lesão, médico afastou o policial das funções por 2 dias.

 

Exaltados, os 3 foram levados para a Central de Flagrantes, sob ameaças, de que o delegado coordenador do Cisc Planalto, conhecido de um deles, prejudicaria os policiais. O mais exaltado, F.J, 24, ainda desacatou ordem do policial civil para entregar os pertences pessoais.

 

F.J, 24, foi autuado por lesão corporal, desobediência, desacato e resistência. Os 3 permaneceram detidos na unidade e passariam por audiência de custódia no Fórum de Cuiabá.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários