Cuiabá, 17 de Maio de 2024
Notícia Max
17 de Maio de 2024

POLÍTICA & PODER Quinta-feira, 08 de Setembro de 2016, 06:15 - A | A

Quinta-feira, 08 de Setembro de 2016, 06h:15 - A | A

NO FACEBOOK

Advogado é ameaçado de morte após veiculação de falsa publicação

Da Redação

 

O advogado Eduardo Mahon foi ameaçado de morte por meio de uma mensagem encaminhada ao seu perfil na rede social Facebook. Tudo por conta de um artigo em que critica a candidatura do Procurador da Fazenda Nacional, Procurador Mauro (PSOL), a prefeito de Cuiabá, A suspeita é que o conteúdo original do artigo tenha sido falsificado e tornou-se um viral no aplicativo Whatsapp e na rede social Facebook. No texto falso, Mahon ofende cuiabanos de preguiçosos e chama o candidato procurador Mauro de negro e da periferia, o que não corresponde a nenhum trecho do artigo de sua autoria.

Mahon, que é amigo do também candidato Wilson Santos, explica que a montagem racista surgiu após a divulgação de um artigo no qual ele critica a ideologia do Procurador e de seu Partido, o PSOL. Assim, a publicação que circulou por diversos grupos, pode ter surgido, segundo ele, da atitude de algum defensor revoltado. Nela a população cuiabana e as pessoas negras são depreciados com termos como “preguiçosos”, “sem cultura, e “de alma pobre e negra”.

A mensagem teria sido encaminhada pelo perfil de um policial militar identificado como S.J.C., que não poupou em utilizar palavras de baixo calão. 

"Seu filho da p... racista, respeita o povo cuiabano, é fácil criticar seu porco preguiçoso e vc seu idiota, fique sabendo que terá que provar que tudo disse nessa matéria.Só um aviso, lixo igual a vc é melhor nem mexer, mas toma cuidado por onde anda, fica pianinho, se gostaria de ver seus filhos lindos crescer...fica esperto", dizia a mensagem.

Mahon revelou ainda que vai tomar todas as providências cabíveis e repudiou a ameaça que recebeu vinda de um agente da segurança pública. "Vou registrar Boletim de Ocorrência e ir até o batalhão onde esse policial está lotado para exigir que providências sejam tomadas. Quem me conhece sabe que respeito à opinião contrária. O jornalista Enock Cavalcanti e o ator André D' Lucca que interpreta a Almerinda criticam minhas avaliações e respeito a posição deles mantendo a cordialidade. O que não posso aceitar é uma ameaça ainda mais vinda de um policial militar".

Um dos advogados criminalistas mais renomados de Mato Grosso, Mahon tem diversos artigos de opinião publicados na imprensa mato-grossense e recentemente presidiu a Academia Mato-Grossense de Letras promovendo eventos culturais com o intuito de aproximar a entidade dos diversos segmentos sociais.  

No artigo original em que critica o PSOL e a candidatura do Procurador Mauro, Mahon diz que não votaria no PSOL, pois este estaria “atrelado” ao PT, partido que, “tomou de assalto o país”. Ainda critica a posição do PSOL em apoiar países socialistas que se assemelham a regime ditatorial como a Venezuela, Cuba, Bolívia, Equador e todos os países onde a democracia tropeça entre fardas e votos fraudados.

Também ressalta que o PSOL apoia o Movimento dos Sem Terras (MST) que seriam “verdadeiras quadrilhas que assaltam, matam, invadem, depredam e chantageiam”. Ele diz que a sigla é mais para esquerda e que pretendem a intervenção do Estado na economia de forma direta “reestatizando vários setores que funcionam com a livre competição, como transporte, comunicação e energia”.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários