Cuiabá, 15 de Julho de 2024
Notícia Max
15 de Julho de 2024

POLÍTICA & PODER Terça-feira, 29 de Novembro de 2016, 16:38 - A | A

Terça-feira, 29 de Novembro de 2016, 16h:38 - A | A

COMISSIONADOS

Câmara de Várzea Grande estuda exonerar servidores para equilibrar contas

Da Redação

 

Em entrevista na manhã desta terça-feira (29.11) a uma emissora de TV da capital, Cuiabá o presidente da Câmara Municipal de Várzea Grande, vereador Jânio Calistro do Nascimento (PSD), informou que poderá haver demissões de servidores comissionados da Casa nas próximas horas.

Jânio Calistro explicou que aguarda apenas um levantamento técnico que vem sendo feito por uma equipe da Casa que irá apontar a necessidade de enxugamento ou não da folha salarial. Esse estudo lhe será entregue na manhã desta quarta-feira.

De acordo com o presidente, se o estudo apontar a necessidade de enxugamento da máquina para que compromissos futuros sejam honrados, como pagamento de 13º salário e fornecedores, ele não pensará duas vezes em assinar as exonerações.

“Claro, o farei com dor no coração, mas tenho que seguir a risca naquilo que manda a lei e assim evitar problemas futuros”, destacou.

Jânio Calistro se refere à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que dispõe que a Câmara não pode comprometer mais de 70% do seu orçamento com pagamento de pessoal. Hoje o legislativo várzea-grandense gasta RS 650 mil/mês com salários de servidores efetivos, comissionados e com os 21 vereadores. Esse valor gira entorno de 65% do orçamento mensal.

Vale ressaltar, que em outubro houve 14 exonerações sobre os 195 comissionados e 25 servidores efetivos que a Câmara possui. “Se o estudo apontar necessidade de cortes tomaremos essa dura decisão, pois somente assim equilibraremos nossa conta e honraremos com nossos compromissos”, lamentou o presidente.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários