Cuiabá, 19 de Maio de 2024
Notícia Max
19 de Maio de 2024

POLÍTICA & PODER Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2016, 09:25 - A | A

Segunda-feira, 12 de Dezembro de 2016, 09h:25 - A | A

REFORMA ADMINISTRATIVA

Taques oferece vaga ao PP; Maggi rejeita

GD

Chico Ferreira/A Gazeta

Taques sonda PP para cargos de primeiro escalão. Maggi é contrário à adesão do partido.(Foto:Chico Ferreira)

Principal liderança do PP em Mato Grosso, o senador licenciado e atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, afirmou que o partido não avalia indicar nomes ao governador Pedro Taques (PSDB) para ocupar secretarias de Estado.

Maggi confirmou que o governador Pedro Taques (PSDB) discutiu a participação do PP em cargos de primeiro escalão, mas ressaltou que o partido não tem interesse neste momento de compor a base governista.

 

“Eu disse ao governador que nós não tínhamos muito interesse em participar porque não temos nada a dar em troca. Nós não temos nenhum parlamentar estadual, não temos muito como ajudar o Governo em termos de voto na Assembleia”, declarou.

 

De acordo com Maggi, independente de cargos em secretarias de Estado, o PP estará disposto a apoiar a gestão estadual em projetos estratégicos.

 

“Reitero sempre o meu compromisso como ministro, como membro do meu partido e como alguém que quer o bem de Mato Grosso. O que for necessário fazer para que o Estado não tenha problema, que consiga fluir, nós estamos juntos”, destacou.

 

Embora Maggi tenha descartado indicar filiados do partido para a chefia de secretarias de Estado, Taques afirmou que planeja agregar o apoio do PP.

 

De acordo com o governador, já houve conversas em andamento sobre o assunto com o presidente do diretório estadual do PP, deputado federal Ezequiel Fonseca.

 

“O PP é muito bem-vindo em nosso governo. Já conversamos com o o deputado Ezequiel Fonseca a respeito disso. Mas é algo que depende da posição dele em Brasília, onde ele tem feito um grande trabalho”, comentou Taques.

 

O PP foi o partido que indicou o vice-governador Carlos Fávaro nas eleições de 2014. Posteriormente, Fávaro migrou para o PSD e esvaziou a participação do partido na Assembleia Legislativa.

 

Até o dia 18 deste mês, o governador Pedro Taques planeja encerrar as alterações em sua equipe administrativa para iniciar o ano de 2017 com a equipe de secretariado completamente revigorada.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários