Cuiabá, 18 de Maio de 2024
Notícia Max
18 de Maio de 2024

BRASIL Quarta-feira, 05 de Outubro de 2016, 09:56 - A | A

Quarta-feira, 05 de Outubro de 2016, 09h:56 - A | A

CRISE FINANCEIRA

Michel Temer recebe governadores do Norte, Nordeste e Centro-Oeste

Gcom-MT

FOTO: REPRODUÇÃO

 

O presidente da República, Michel Temer, recebe nesta terça-feira (04.10) o governador Pedro Taques e outros governadores dos Estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste, mais o Distrito Federal. A reunião acontece após o encontro dos governadores com o presidente do Senado Federal, senador Renan Calheiros e o presidente da Câmara dos Deputados, deputado Rodrigo Maia. Os chefes do Poder Executivo pleiteiam a liberação de um pacote de ajuda estimado em R$ 7 bilhões.

 

O auxílio é solicitado para o enfrentamento da crise econômica que foi agravada neste segundo semestre de 2016. “Todos os Estados estão entrando em colapso e esse colapso significa a não concretização de políticas públicas, como é o caso da Saúde e Segurança no Rio de Janeiro. Mato Grosso é um Estado, como todos sabem, produtor, e em razão do atraso no FEX e da Lei Kandir nós estamos com dificuldades de pagar salários este mês, salários de servidores da Segurança e da Saúde”, disse Taques após reunião no Senado Federal.

 

No caso de Mato Grosso, o governador Pedro Taques pleiteia a liberação de recursos do Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações (FEX) do ano de 2016. Os recursos giram em torno de R$ 400 milhões, sendo que desse total, 25% será destinado aos 141 municípios. Segundo Taques, o Governo Federal acabou esfriando a discussão com os Estados, primeiro por conta do processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, depois pela ida do presidente Michel Temer à China.

 

O Governo Federal alongou o parcelamento das dívidas dos Estados para aliviar a crise. No entanto, a repactuação da dívida com a União, não traz alívio de caixa aos Estados do Norte, Nordeste e Centro Oeste, uma vez que a dívida dessas Unidades da Federação é baixa, se comparado com os Estados do Sul e Sudeste, principais beneficiados com a medida.

 

Os governadores esperavam pela reunião com o presidente Michel Temer há 15 dias. Ao todo, o pacote solicitado pelos governadores das três regiões compreende um montante de R$ 7 bilhões. Diante do agravamento da crise, os gestores não descartam a possibilidade de decretarem estado de calamidade.

 

O Governo de Mato Grosso aguarda o pagamento dos recursos do FEX ainda neste ano para atravessar a crise e amenizar o problema da diminuição dos repasses federais. Por conta da crise, a União diminuiu os repasses obrigatórios para manutenção da saúde e também do Fundo de Participação dos Estados (FPE), o que impactou diretamente nas contas públicas.

 

A reunião acontece às 18h, no Palácio do Planalto, sede da Presidência da República.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários