Cuiabá, 23 de Julho de 2024
Notícia Max
23 de Julho de 2024

CIDADES Segunda-feira, 28 de Novembro de 2016, 13:47 - A | A

Segunda-feira, 28 de Novembro de 2016, 13h:47 - A | A

SAÚDE

VG antecipa conclusão de nova ala do Hospital e Pronto Socorro

Da Redação

 

Cumprindo o cronograma da reforma geral do Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande,  a ala que abriga a recepção e sala vermelha, espaço com 12 leitos destinado ao atendimento de pacientes vítimas de traumas, entra na etapa dos preparativos finais com previsão de ser inaugurada até o dia 20 de dezembro. O prazo foi repassado pelos representantes da empresa construtora diretamente à prefeita Lucimar Sacre de Campos durante visita à unidade realizada na manhã desta segunda-feira (28).

A visita faz parte da rotina da prefeita para inspecionar, fiscalizar e acompanhar os trabalhos que estão em andamento. A gestora pediu agilidade no andamento da obra e voltou lembrar que a reforma geral do Pronto-Socorro vem sendo realizada em etapas e sem deixar de atender quem procura a unidade. Ressaltou que isso representa um atendimento de qualidade, mais humanizado aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e melhor ambiência de trabalho para os servidores. 

"Estamos verificando o andamento das obras e o  ritmo  de trabalho, para o cumprimento dos prazos estipulados. O dia 20 de dezembro  foi  o prazo dado pela empreiteira para a entrega desta nova ala. “É importante agilizarmos  a obra para melhorar ainda mais o  atendimento a população usuária da unidade, o que vai nos possibilitar o emprego da nossa política de Humanização” destacou a prefeita Lucimar. 

As obras de reforma geral da nova ala que tiveram início no começo do mês novembro, abrangem a sala vermelha (antigo box de emergência) com 12 leitos para atender pacientes vitimas de traumas como acidentes, ferimentos provocados por arma de fogo, arma branca, espancamento entre outra situações , sala especial  de prescrição médica, hall de entrada (recepção).No espaço também foram construídos dois banheiros ( para funcionários),  e um banheiro adaptado para atender pessoas portadoras de necessidades especiais (PNE), sala de higienização , sala de isolamento. Os demais espaços são reservados para as salas de classificação de risco, de acolhimento,  do serviço social e da Ouvidoria de Gestão do SUS. 

O diretor-geral do Pronto-Socorro, Ney Provenzano, também faz o acompanhamento diário dos trabalhos e lembra que além da qualidade na obra é preciso cumprir os prazos, pois a unidade segue atendendo toda e qualquer demanda que chega, mesmo estando em reforma.

“Não podemos parar o Pronto-Socorro por causa das obras, temos que trabalhar junto com as obras. São ocasiões que precisamos nos desdobrar para atender uma grande demanda de pacientes num espaço reduzido, mas tudo isso é para o bem dos pacientes e dos servidores da unidade. Isso é necessário para entregarmos o Pronto-Socorro inteiro todo reformulado”, pontua o diretor.

A prefeita Lucimar Campos espera que no primeiro trimestre de 2017 consiga concluir a reforma de 100% do Pronto -Socorro Municipal, que funciona 24 horas por dia e mantém a política do Sistema Único de Saúde (SUS) de portas abertas. Ou seja, todos que a procuram recebem tratamento. Já foram entregues totalmente reformadas as alas A, B e C, que juntas, dispõem de 95 leitos. Também foi entregue no dia 11 de outubro o novo espaço construído na parte lateral para abrigar os serviços de pronto-atendimento clínico e ambulatorial com capacidade para 14 leitos de observação e outros dois de atendimento de urgência e emergência.

Para completar a reforma geral devem passar ainda  por obras a Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) alas  adulto, infantil e neonatal, o centro cirúrgico, bem como o espaço que vai abrigar os serviços da Rede Cegonha. “ As alas já entregues foram financiadas pela Caixa Econômica Federal, já as que ainda vão passar por obras, serão com recursos próprios da Administração  e por meio de  emendas parlamentares, por indicação  do deputado estadual  Gilmar Fabris. Temos uma grande responsabilidade de executar reforma geral sem  fechar o Pronto-Socorro. Temos que fazer a obra seguindo as etapas para não dar descontinuidade aos serviços prestados aos Usuários do Sistema Único de Saúde , a interrupção causaria sérios danos e transtornos para a Administração Pública e população. Tudo está sendo medido e calculado para que as obras sejam executadas e entregues  dentro dos prazos estipulados e planejados,”destaca a prefeita. 

Os recursos investidos até agora somam R$ 2,3 milhões em obras e equipamentos adquiridos nos últimos 15 meses. A estimativa é que ao completar 100% da reforma, ampliação e compra de novos equipamentos, mais de R$ 3,8 milhões tenham sido investidos no Hospital e Pronto-Socorro Municipal de Várzea Grande. 

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários