Cuiabá, 14 de Julho de 2024
Notícia Max
14 de Julho de 2024

ECONOMIA Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016, 09:25 - A | A

Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016, 09h:25 - A | A

RELAÇÕES INTERNACIONAIS

Mato Grosso articula investimentos com mercado de Singapura

Neste ano, a agência de fomento Desenvolve MT realizou encontros de negócios com países como Canadá, Espanha, Tailândia, China, Bolívia, Peru e Singapura

Redação | Gcom-MT

José Medeiros/Gcom-MT

A articulação do Governo de Mato Grosso para ampliar a atração de investimentos trouxe ao estado neste ano grupos e representantes de governos de vários países que estão em busca de novos negócios e de olho no potencial cada vez mais forte do agronegócio brasileiro, especialmente o mato-grossense. Nesta quinta-feira (08.12), o Governo do Estado recebeu representantes de Singapura e da Olam International, trading que trabalha com diversas commodities e quer expandir a atuação na área agrícola em Mato Grosso, com destaque para grãos e fibras.

 

A equipe de Singapura foi recebida no período da manhã pelo governador Pedro Taques e, à tarde, se reuniu com a equipe da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT) e diretores da agência de fomento Desenvolve MT.

 

O secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Tomczyk, considera a visita da equipe de Singapura mais uma oportunidade para que o estado fortaleça e amplie a participação comercial na Ásia. Hoje, o continente tem forte presença na pauta de exportação do estado, contudo, com preponderância do mercado chinês, responsável por 34% do que é vendido por Mato Grosso.

 

Tomczyk apresentou os números da produção mato-grossense, que atualmente tem uma área agricultável de 9,51 milhões de hectares. Considerando o aumento da produtividade e potencial de irrigação, a expectativa é ampliar para 26 milhões a área de produção nos próximos 10 anos sem, entretanto, mexer na área de preservação. A estimativa é chegar a 90 milhões de toneladas na produção de grãos e fibras, um crescimento de 56%, até 2026. Foram apresentados também os números na produção de proteína animal – o estado é hoje o maior produtor de carne bovina do país – e também o crescimento de produção de etanol e biodisesel, além da área de mineração.

 

O secretário destacou ainda as iniciativas que o Estado vem promovendo nos dois últimos anos para melhorar o ambiente de negócios em Mato Grosso, especialmente as leis setoriais de incentivos que estão em fase de elaboração e aperfeiçoamento; a reforma tributária construída em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) para que o estado tenha mais justiça fiscal adequando-se à legislação nacional e estabeleça uma lei única que constitua um modelo tributário simples, isonômico, neutro, transparente e arrecadador.

 

Outros projetos estratégicos que estão em funcionamento são o Programa Produzir, Conservar e Incluir (PCI); a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres, o Instituto Mato-grossense da Carne (Imac) e, por último, a restruturação da agência de fomento, que passou a chamar-se Desenvolve MT, com atribuições ampliadas que envolvem a promoção e captação de investimentos. “O que estamos buscando com essas estratégias é garantir regras mais claras para alcançar um desenvolvimento com mais qualidade, com sustentabilidade e credibilidade, e fazer de Mato Groso um estado sinônimo de oportunidades”.

A diretora da Agência de Desenvolvimento do Governo de Singapura, Sufei Lin, pontuou a importância de Mato Grosso no agronegócio mundial e o interesse em ampliar relações comerciais e em outros setores com o Estado. “Estamos aqui em uma viagem de prospecção, queremos entender melhor o plano de desenvolvimento do Estado neste setor e também no desenvolvimento da educação, assunto que podemos ajudar a fomentar. A conversa com o governador foi muito boa, foi um primeiro passo para entender melhor e oferecer as expertises que Singapura tem em alguns setores, como o educacional. Exploramos ainda a possibilidade de trazer mais empresas do país para conhecer as oportunidades”.     

 

A Olam International já possui relações comerciais com o Estado e a intenção é fortalecer outras oportunidades, conforme frisou o vice-presidente da trading para a América do Sul, Sathyamurthy Mayilswamy. “Mato Grosso é muito importante para o agronegócio. A Olam tem negócios aqui atuando com algodão e grãos e estamos estudando novas oportunidades no estado. Foi muito boa essa visita e é uma primeira etapa para nós. Agora queremos aumentar os negócios ligados aos grãos de Mato Grosso, esse é nosso foco”.

 

Prospecção de investimentos

 

Com escopo ampliado na área de atuação, a Desenvolve MT vem trabalhando neste ano com a prospecção de investimentos, seja de países ou empresas, com participação e apresentação das potencialidades de Mato Grosso em feiras e eventos de negócios. A agência também realizou o receptivo de empresários, com apoio aos potenciais investidores na interlocução com órgãos públicos, com o objetivo de facilitar o processo de tomada de decisão e de implantação de novos empreendimentos no estado.

 

"Estamos realizando esses encontros técnicos, não apenas como uma oportunidade de abertura de mercados, mas principalmente para a captação de investimentos dentro do Estado", frisou o secretário Ricardo Tomzyck.

Neste ano, a Desenvolve MT realizou encontros de negócios com países como Canadá, Espanha, Tailândia, China, Bolívia, Peru e Singapura. As aproximações são mantidas com representantes comerciais dos governos desses países e também com Câmaras de Comércio, como a do Canadá, que tem forte presença no mercado brasileiro, e da Espanha. Estes dois países demonstraram interesse em áreas como mineração, turismo e aviação, no caso do Canadá; mercado de proteína animal, infraestrutura e construção de unidades hospitalares, áreas de interesse da Espanha.

 

“O micro, pequeno e médio empresário de Mato Grosso tem interesse na viabilidade de mercado externo, principalmente na área do pescado e de produtos de origem agroflorestal, como a castanha, mel e própolis, e o café orgânico. É uma oportunidade para o Estado explicar como funciona a economia local, o papel da Desenvolve MT, que foi recentemente transformada, e como o Governo pode ajudar no processo”, enfatizou o diretor de Operações da Desenvolve MT, João Alexandre Gebara.

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários