Cuiabá, 18 de Junho de 2024
Notícia Max
18 de Junho de 2024

OPINIÃO Sexta-feira, 18 de Junho de 2021, 09:42 - A | A

Sexta-feira, 18 de Junho de 2021, 09h:42 - A | A

LICIO ANTONIO MALHEIROS

Incongruências

O que 213 milhões de brasileiros não conseguem entender; como pode alguém participar como relator de uma CPI

LICIO ANTONIO MALHEIROS

A polarização política em nosso país vem ganhando contornos complicados e perigosos, tendo em vista, a exacerbação por parte de alguns, que insistem em manipular dados, sobrepor poderes e por aí vai.

Não se trata de ser direita ou esquerda; eu particularmente sou brasileiro, porém não sou alienado, portanto consigo enxergar o quanto o país mudou; principalmente pelo quesito honestidade, implementada pelo governo em curso.

A esquerda parece ter literalmente surtado, com grande número de pedidos inconsistente, esdrúxulos, vergonhosos e imorais, ao Supremo Tribunal Federal (STF), pedidos surreais e inimagináveis, e o que é pior, todos são aceitos.

Agora, quando deveriam ser ouvidos prefeitos e governadores, o (STF), recebe uma avalanche de pedidos de partidos de esquerda para que os mesmos não sejam convocados para depor na mesma (CPI), que tinha como precípua básica corrigir irregularidades praticadas por gestores públicos.


O entendimento da Suprema Corte (STF), às vezes foge da normalidade e razoabilidade; desta feita, o (STF) em entendimento de que os réus não são obrigados a comparecer para o ato interrogatório, seja policial, seja judicial.

Usando esse argumento, a magistrada Rosa Weber concedeu (HC) para que o governador do Amazonas Wilson Lima escolhesse não ir a CPI, como o fez. Essa decisão foi publicada na noite de quarta-feira, 9, véspera do depoimento do governador Wilson Lima (PSC).

O que 213 milhões de brasileiros não conseguem entender; como pode alguém participar como relator de uma CPI, neste caso especifico, o senador Renan Calheiros (PMDB-AL).

Quando o mesmo, é réu através de denúncias por desvios na Transpetro, uma subsidiaria da Petrobras, além de ter no (STF), 17 inquéritos contra si.

Agora, nesse caso nenhum dos 11 ministros fizeram valer a prerrogativa usada no caso do governador Wilson Lima (PSC), isso é uma vergonha.

Nesse caso especifico, a Suprema Corte (STF), não deveria apenas impedir, a participação de Renan Calheiros na relatoria, como também, a não participação do mesmo na (CPI) em si, por se tratar de alguém, mais sujo que pau de galinheiro.

Muitos senadores fizeram pedidos à Suprema Corte (STF), para a não participação do mesmo e de outros, aí eles infelizmente não aceitaram tais medidas, visando a não participação deles, nessa (CPI) circense.

No sábado aconteceu a ‘motociata’, momento em que participaram milhares de motociclistas de forma voluntária, em apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro.

O protesto, foi realizado em São Paulo, a saída aconteceu da avenida Olavo Fontoura, na região do Sambódromo (zona norte), ida até Jundiaí (a 60 Km da capital), volta pela rodovia dos Bandeirantes, depois Marginal Tietê e encerramento no Parque Ibirapuera. Segundo a PM, mais de 100 mil pessoas estiveram no protesto.

Bastou este acontecimento inusitado, para que a artilharia pesada da esquerda, entrasse em cena, primeiro tentando descaracterizar uma manifestação ordeira pacífica. Em que, cada um dos manifestantes que lá estiveram, foram de livre e espontânea vontade; acreditando em alguém que verdadeiramente os representa, nesse caso específico o presidente Jair Bolsonaro.

A falta de coerência e paridade nas ações de alguns jornalistas que se julgam os donos da verdade, e que infelizmente atuam como verdadeiros ativistas políticos; como é o caso da Barbara Garcia, ex-apresentadora do Saia Justa, do GNT. A mesma, é acusada de racismo e homofobia ao proferir a seguinte fala “chamando os participantes da ‘motociata’ de “macacos”, os bolsonaristas que participaram do evento, liderado por Jair Bolsonaro, no dia 12, dia dos namorados”.

Ela vai além ao dizer “Vem cá: hoje é o Dia dos Namorados e esse monte de macacos preferem sair para dar um rolê de moto com o Bozo (muitos na garupa de macho), do que ficar em casa com a esposa ou namorada? Enrustidos” disparou a mesma, como forma de acinte. OBS: (o presidente da República tinha em sua garupa um segurança).

As palavras proferidas por essa senhora, não poderiam ser caracterizadas como atos antidemocráticos?, que são manifestações (orais, publicadas em redes sociais, proclamadas em protestos, e outras), que se opõem ao regime democrático de direito, às instituições e a todo e qualquer princípio assegurado pela Constituição. Afinal, ela não está falando de um qualquer, ela se refere a um presidente da República Federativa do Brasil, eleito com 57,7 milhões de votos, com a palavra a Suprema Corte (STF).

 

Licio Antonio Malheiros é geógrafo.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários