Cuiabá, 23 de Maio de 2024
Notícia Max
23 de Maio de 2024

POLÍCIA Quarta-feira, 31 de Agosto de 2016, 09:31 - A | A

Quarta-feira, 31 de Agosto de 2016, 09h:31 - A | A

ACIDENTE DE TRABALHO

Funcionário morre eletrocutado em obra de condomínio de luxo

Da Redação

Divulgação

 

O funcionário Valdecir Carvalho da Silva, 43, que trabalhava nas obras do Brasil Beach Home Resort, na Rodovia MT-010 (Estrada da Guia), em Cuiabá,  morreu eletrocutado. A vítima realizava uma perfuração quando atingiu uma fiação com eletricidade. O acidente ocorreu por volta das 11h de segunda-feira, 29 de agosto. 

O funcionário chegou a receber atendimento médico da equipe que trabalha nas obras do resort. Porém, não resistiu e já foi encontrado pelos socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) que foi ao local.

O corpo do trabalhador foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). As reais causas da morte serão divulgadas em um laudo que deverá ficar pronto em 30 dias.

A Construtora TSR Ltda, por meio de nota, reiterou que o funcionário, assim como os demais trabalhadores, "no momento do acidente, fazia uso adequado de todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), recomendados para o trabalho desenvolvido, o que infelizmente, não evitou a fatalidade".

CONFIRA NOTA ENVIADA PELA CONSTRUTORA RESPONSÁVEL PELO BRASIL BEACH:

"Construtora TSR lamenta eletrocussão de operário em canteiro de obras  

A Construtora TSR Ltda, empresa responsável pela execução do Condomínio Brasil Beach, vem a público manifestar seu pesar pela fatalidade que envolveu o trabalhador Valdeci Carvalho da Silva, 43 anos, operário da empresa contratada Perfuccom, falecido na manhã desta segunda-feira, 29.08, enquanto prestava serviços no canteiro de obras do empreendimento, localizado na rodovia Arquiteto Hélder Cândia, em Cuiabá.

A TSR informa que por volta das 10h30, Valdeci trabalhava na desmontagem de seu equipamento, quando inadvertidamente uma haste do aparelho enroscou em um cabo de energia que removeu a proteção do trabalhador, gerando uma descarga elétrica no corpo do operário. A empresa informa ainda, que a exemplo dos demais trabalhadores, Valdeci, no momento do acidente, fazia uso adequado de todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), recomendados para o trabalho desenvolvido, o que infelizmente, não evitou a fatalidade.

A Construtora TSR, que atua há 38 anos na construção de grandes empreendimentos em todo o território nacional, ao lamentar o triste acidente ocorrido, ressalta que sempre atuou obedecendo as mais rígidas normas técnicas de segurança e prevenção de acidentes, razão pela qual são raras as ocorrências de acidentes em suas obras.

Cumpre destacar que o canteiro de obras do empreendimento, gerenciado pela construtora, possui rígidos procedimentos de controle e normas de segurança do trabalho devidamente implantadas, os quais orientam os treinamentos dos operários contratados, inclusive e, especialmente, sobre o uso adequado e obrigatório de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).   A Construtora TSR e a empresa BC Genera, incorporadora do empreendimento imobiliário, lamentam profundamente o ocorrido, e destacam que têm dado toda a assistência e apoio necessário aos familiares do trabalhador.

Por fim, não se eximindo de quaisquer eventuais responsabilidades que tenha sobre o fato, a Construtora TSR declara reconhecer a total isenção da Incorporadora BC Genera em relação ao triste acidente ocorrido em seu empreendimento, assumindo todas as providências necessárias ao amparo dos familiares da vítima. Valdeci deixa esposa e duas filhas."

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários