Cuiabá, 14 de Julho de 2024
Notícia Max
14 de Julho de 2024

POLÍCIA Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 14:43 - A | A

Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 14h:43 - A | A

em várzea grande

PC prende dois suspeitos de receptação de veículo colocado à venda em garagem após golpe

Jeep Renegade estava à venda em garagem sem que a vítima tivesse autorizado

Da Redação

Policiais da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande prenderam, nesta segunda-feira (08.07), dois suspeitos da receptação de um Jeep Renegade. O veículo tinha sido adquirido por meio de golpe na proprietária.

A vítima procurou a Polícia Civil e relatou que o Jeep estava à venda em uma garagem de veículos localizada na Avenida Dom Orlando Chaves, no bairro Cristo Rei, sem que ela houvesse autorizado qualquer negociação. A vítima explicou ainda que se mudou de Curitiba para Cuiabá e pagou um frete para o transporte do veículo entre os dois Estados.

O Jeep foi embarcado em um caminhão-cegonha no dia 20 de junho. A vítima seguiu para Cuiabá para aguardar a chegada do veículo.

Mas, quando a vítima entrou em contato com a pessoa contratada, ela alegou que havia embarcado o carro errado e que a previsão de chegada do veículo da vítima era no dia 30 de junho. Contudo, na data prevista o carro não foi entregue à proprietária e, ao falar novamente com a pessoa responsável pelo frete, foi informada que o Jeep Renegade já estaria na capital.

Pelo rastreador, a vítima localizou o carro em uma garagem em Várzea Grande e procurou a Delegacia de Roubos e Furtos do município.

A polícia falou com o proprietário que informou que recebeu o Jeep a pedido de um parceiro de negócios para vendê-lo no local.

Já o segundo suspeito alegou que comprou o veículo pelo valor de R$ 43 mil da mulher que fez o frete entre Curitiba e Cuiabá. Ele disse que colocou uma bateria nova e o deixou na revendedora onde tem parceria de compra e venda de veículos.

O suspeito ainda apresentou uma suposta autorização para transferência de propriedade de veículo em nome da dona do veículo, porém, a vítima desconhece o documento e disse que não assinou qualquer autorização para venda, tampouco sua filha, que é quem fica com o veículo, e que o documento pode ter sido falsificado.

O veículo e o documento apresentados foram apreendidos e os dois suspeitos detidos em flagrante. Ambos foram autuados na Derf de Várzea Grande pelo crime de receptação qualificada em atividade comercial e foram encaminhados para audiência de custódia do Poder Judiciário.

A apuração sobre o crime de estelionato praticado pela mulher que fez o frete do Jeep Renegade será remetida à delegacia especializada que apura delitos dessa natureza.

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários