Cuiabá, 23 de Julho de 2024
Notícia Max
23 de Julho de 2024

POLÍTICA & PODER Segunda-feira, 28 de Novembro de 2016, 13:04 - A | A

Segunda-feira, 28 de Novembro de 2016, 13h:04 - A | A

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Audiência pública debate projeto da Reforma Tributária

Da Redação

 

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso realiza nesta terça-feira (29.11), às 9 horas, Audiência Pública com objetivo de estudar, debater e sugerir ações referentes ao Projeto de Reforma Tributária do Estado de Mato Grosso. São muitas as mudanças propostas que impactam diretamente na atividade comercial, é preciso a participação de todos, para que conheçam a proposta e opinem. 

Será no auditório Deputado Milton Figueiredo, Assembleia Legislativa, em Cuiabá. Os deputados requerentes são os membros da Frente Parlamentar do Comércio - Dilmar Dal Bosco, Zé Domingos Fraga, Sebastião Rezende, Oscar Bezerra e Janaina Riva.

Na semana passada a FCDL-MT e CDL Cuiabá organizaram um encontro entre dirigentes das três federações representativas do comércio, empresários devários segmentos, OAB-MT e os deputados que compõem a recém-criada Frente Parlamentar do Comércio. O encontro, ocorrido no Espaço CDL, em Cuiabá, serviu para que os representantes do setor produtivo fizessem um alerta aos deputados sobre o impacto que a proposta de Reforma Tributária, que será enviada pelo Executivo à Assembleia Legislativa vai provocar na atividade empresarial.

Os deputados acompanharam relatos e apresentação de números (expostos em planilhas) que demonstram aumento de carga tributária de até 200%. O diretor eleito da CDL Cuiabá, Junior Vidotti, presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Calçados e Artigos de Couro (Sincalco) chamou atenção com os números apresentados sobre o impacto da Reforma Tributária nas empresas enquadradas no Simples.

Foram três horas de reunião, um encontro prático em que os deputados assumiram que não conheciam esses números e detalhes da forma que foram expostos, apesar de terem participado das 22 reuniões realizadas pela Secretaria de Estado de Fazenda. O presidente da Frente Parlamentar do Comércio, deputado Oscar Bezerra, comentou que durante o encontro já fizeram contato com o secretário de Fazenda, Seneri Paludo, para que a Sefaz esclareça as informações recebidas.

Os representantes dos segmentos de auto peças, material de construção, distribuidora de produtos farmacêuticos e comércio atacadista se manifestaram e todos foram unânimes em alertar os deputados das consequências econômicas que o aumento da carga tributária provocará neste momento.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários