Cuiabá, 18 de Junho de 2024
Notícia Max
18 de Junho de 2024

POLÍTICA & PODER Sexta-feira, 23 de Abril de 2021, 14:51 - A | A

Sexta-feira, 23 de Abril de 2021, 14h:51 - A | A

Política

Deputado questiona o governo estadual sobre disponibilidade de medicamentos para pacientes intubados

Politica MT

Em meio à pandemia de Covid-19, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) apresentou requerimento de n.º 164/2021 para solicitar informações sobre a aquisição e distribuição de insumos, materiais e remédios contidos no kit intubação para as unidades hospitalares. Perante o cenário enfrentado por alguns estados brasileiros, com a escassez de medicamentos para pacientes intubados, o parlamentar encaminhou essa demanda à Secretaria de Saúde de Mato Grosso (SES) durante a sessão plenária na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, na última terça-feira (20), como forma de evitar essa problemática em Mato Grosso.

Um dos remédios necessários para pacientes intubados são analgésicos, sedativos e bloqueadores neuromusculares, sendo que atende aqueles que foram infectados pela Covid-19, como, também, com outras enfermidades. “Um dos nossos questionamentos é saber se há falta de itens necessários para o tratamento de pacientes que foram intubados. Se nosso Estado carece destes remédios, como vem ocorrendo em outras regiões, para atender estes casos específicos. Infelizmente, houve um aumento de casos de pessoas infectadas em Mato Grosso e precisamos saber como é o planejamento para a compra de medicamentos e insumos e as medidas preventivas tomadas pela gestão estadual”, esclarece Claudinei.

Saúde Pública

Neste mês de abril, a Secretaria de Saúde da Prefeitura de Cuiabá havia confirmado a falta de medicamentos e insumos básicos para pacientes com Covid-19, no antigo Pronto Socorro que foi escolhido para ser o Hospital Referência a fim de atender casos da doença e em duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAS). A pasta justificou que o motivo foi devido ao aumento de demandas e auxílio para outras unidades hospitalares de Mato Grosso. Diante deste posicionamento, o Ministério Público Estadual iniciou uma investigação para averiguar a situação.

“Por tomarmos ciência de casos ocorridos em unidades hospitalares, como vem ocorrendo na capital de Cuiabá, pela população e nos veículos de comunicação, nos leva a vermos a necessidade de termos conhecimentos dessas informações para sabemos a atual situação e condição da saúde pública de Mato Grosso”, conclui o parlamentar.

Pandemia

Na última atualização do Boletim Epidemiológico do Governo do Estado de Mato Grosso, do dia 22 de abril de 2021, já são 349.710 casos confirmados de Covid-19, com 9.376 óbitos.

Fonte: ALMT

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários