Cuiabá, 21 de Maio de 2024
Notícia Max
21 de Maio de 2024

POLÍTICA & PODER Quinta-feira, 23 de Junho de 2016, 17:41 - A | A

Quinta-feira, 23 de Junho de 2016, 17h:41 - A | A

DEPOIMENTO

Ex-deputado diz ter ficado com R$ 806 mil de pagamento a HSBC

Midia News

 

O ex-deputado estadual José Riva admitiu, em depoimento à Justiça nesta quinta-feira (22), ter ficado com R$ 806 mil supostamente desviados da Assembleia Legislativa no esquema investigado pela Operação Ventríloquo.

 

O suposto esquema teria desviado R$ 9,6 milhões da Assembleia por meio de pagamento simulado ao banco HSBC, em função de dívida com o Seguro Saúde Bamerindus.

 

O depoimento foi tomado pela juíza Selma Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

 

Riva voltou a citar nomes de políticos para quem parte do dinheiro teria sido enviada, entre eles a ex-deputada Luciane Bezerra (PSB) e os atuais Guilherme Maluf, Romoaldo Júnior (PMDB) e Mauro Savi (PR). O valor destinado foi de R$ 50 mil.

 

Segundo o ex-parlamentar, para se descobrir a destinação do restante do dinheiro, será necessário fazer a microfilmagens de 21 de cheques.

 

Riva começou afirmando que o ex-secretário legislativo Odenil Rodrigues de Almeida mentiu em seu depoimento, e que ele recebia muito mais valores, e que não eram repassados ao ex-procurador jurídico da Assembleia, Anderson Godoi.

 

Ele contou à juíza Selma Arruda que o ex-secretário recebeu R$ 50 mil e repassou ao deputado Guilherme Maluf.

 

"Odenil nunca entrou na Secretaria Geral para trabalhar. Sempre trabalhou dentro do gabinete do deputado Guilherme Maluf", declarou.

 

"A Assembleia é uma bagunça na questão dos servidores. A Mesa dá cargos para deputados, ele nomeia pessoas, mas elas não estão trabalhando nos locais em que estão lotados", disse.

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários