Cuiabá, 17 de Maio de 2024
Notícia Max
17 de Maio de 2024

POLÍTICA & PODER Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2016, 14:10 - A | A

Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2016, 14h:10 - A | A

ANÁLISE DO TCE

Gastos com pessoal da Defensoria devem ser excluídos da despesa do Executivo

Da Assessoria

 

Os gastos com pessoal da Defensoria Pública devem ser excluídos da despesa total com pessoal do Poder Executivo, em razão da autonomia administrativa, funcional, financeira e orçamentária do órgão, nos limites do artigo 19 da LRF. Essa é a resposta do Tribunal de Contas de Mato Grosso à consulta feita pela própria Defensoria Pública de Mato Grosso.

A Resolução de Consulta nº 28/2016 foi aprovada por unanimidade pelo Pleno do Tribunal de Contas na última sessão ordinária de 2016, realizada na terça-feira (20.12). Os membros do Pleno seguiram voto do relator, conselheiro interino Moisés Maciel.

No voto, o relator considerou que a Defensoria Pública, à semelhança dos demais poderes e órgãos mencionados no art. 20 da LRF, possui autonomia financeira e orçamentária, e a ela deve ser dispensado o mesmo tratamento dado aos outros, inclusive, submetendo a gestão das Defensorias à LRF, dissociando o seu orçamento da peça orçamentária do Poder Executivo e individualizando as responsabilidades, "sob pena de tornar letra morta a disposição constitucional que confere autonomia à Defensoria", reforçou.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários