Cuiabá, 28 de Maio de 2024
Notícia Max
28 de Maio de 2024

CIDADES Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2016, 09:18 - A | A

Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2016, 09h:18 - A | A

EM FASE DE TESTE

Ar condicionado começa a funcionar no aeroporto Marechal Rondon

Da Redação

 

O sistema de ar condicionado instalado no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande, entrou em funcionamento nesta quinta-feira (22.12) em fase de teste. O “start” das operações foi dado pelo secretário de Estado das Cidades, Wilson Santos, que vistoriou os trabalhos acompanhado de empresários do consórcio Marechal Rondon, responsável pelas obras no terminal.

Segundo a equipe técnica da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), que acompanha todos os trabalhos, o equipamento de refrigeração passará por testes durante o período de sete dias para corrigir possíveis falhas. Depois disso, quem circular pelos corredores do terminal de passageiros terá um ambiente climatizado. Se comparado a um aparelho doméstico, a potência do novo sistema do aeroporto é de 14 milhões de BTUs. O investimento é de R$ 4,9 milhões e atende uma área de 15 mil metros quadrados. O antigo sistema de ar condicionado estava desligado há oito meses. 

O secretário acrescentou ainda que o sistema de ar condicionado anterior estava ultrapassado e por isso a substituição." Agora os trabalhadores que exercem suas funções no aeroporto e os passageiros que saem de Cuiabá ou chegam, a partir de agora começaram a sentir a climatização no Marechal Rondon", salientou Wilson Santos.

Por orientação do governador Pedro Taques, o funcionamento do serviço era uma das prioridades de Wilson Santos quando assumiu, em novembro, a Secretaria de Estado das Cidades (Secid). O secretário negociou pessoalmente com representantes do Consórcio Marechal Rondon, para que o ar-condicionado fosse ligado ainda em dezembro, proporcionando maior conforto às pessoas durante o período de festas. “Estamos cumprindo rigorosamente a determinação do governador de concluir as obras da Copa, primando pela qualidade. Foi possível nesses primeiros 30 dias à frente da Secid reabrir o diálogo com as empresas envolvidas nesses contratos”, explicou o secretário, ressaltando ainda que até final de janeiro 96% dos trabalhos no aeroporto estarão finalizados.

O termo que garantiu a retomada das obras de reforma do Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, foi publicado na edição do dia 2 de dezembro do Diário Oficial do Estado. O prazo de conclusão de toda a obra é de sete meses. O contrato em questão havia sido suspenso em outubro desse ano para adequações de cronograma.

SISTEMA DE REFRIGERAÇÃO

O sistema de refrigeração implantado no aeroporto Marechal Rondon funciona a partir de uma central (chiller) que tem como “combustível” água gelada.  A potência do chiller é medida em toneladas de refrigeração (TR), podendo trabalhar com uma grande variação de temperatura, inclusive negativa. O instalado no terminal mato-grossense tem potência de 1,2 mil toneladas, o equivalente a 14 milhões de BTUs e resfriará a água até a temperatura média de 5 graus. A máquina tem fabricação norte-americana e trata-se de um material de ponta.

Esse tipo de aparelho, juntamente com equipamentos de ar-condicionado como o fancoil, utilizado no Marechal Rondon, é indicado justamente para ambientes com grande circulação de pessoas, como aeroportos, hospitais e até estações de metrô. Somente nesse fim de ano o fluxo diário de passageiros no terminal aeroportuário de Cuiabá chega a 10 mil.

Segundo o engenheiro mecânico da Infraero, Carlos Ribeiro, o sistema empregado no aeroporto mato-grossense é viável por ser mais econômico do que os tradicionais, como, por exemplo, o ar modelo Split. Até porque usa água em sua operação. “Esse é um projeto para atender o aeroporto até nos dias mais quentes do ano”, ressaltou Ribeiro.

A gerente de engenharia da Infraero, Mariana Santiago, e o engenheiro mecânico, Lennon Walbron, ressaltaram, porém, que só será possível a operação do ar-condicionado em sua capacidade máxima após o término da instalação do forro na parte interna do aeroporto, que deve ser concluída no final de janeiro de 2017.

A REFORMA

Orçada em R$ 83,9 milhões, as obras no terminal foram iniciadas em dezembro de 2012 e chegaram a ficar paradas por 10 meses, ainda na gestão passada, e retomadas em outubro de 2015. 

A ordem de recomeço dos serviços foi emitida em outubro de 2015. Até o momento a execução atinge 76,80% do total contratado, conforme relatórios da Secid. Já foram pagos R$ 64,9 milhões pelos serviços realizados. Compõem o Consórcio Marechal Rondon as empresas Engeglobal, Farol Empreendimentos e Multimetal Engenharia.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários