Cuiabá, 15 de Julho de 2024
Notícia Max
15 de Julho de 2024

CIDADES Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2016, 09:51 - A | A

Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2016, 09h:51 - A | A

OPERAÇÃO DE FIM DE ANO

Parceria entre PM e empresários garante mais segurança no Centro de Cuiabá

Da Redação

Assessoria

 

Quem tem o costume de aproveitar a variedade de lojas, produtos e também as promoções de fim de ano na região Central de Cuiabá, vai poder ir às compras com mais tranquilidade. A Polícia Militar se reuniu nesta sexta-feira (16) com empresários e o presidente da Fecomércio-MT, Hermes Martins, para apresentar o plano de ação de policiamento nesse período onde o Centro da cidade costuma ficar lotado de pessoas procurando o melhor preço para as compras de Natal.

O comandante do 1º Batalhão da PM, Edivaldo Souza Oliveira, disse que foram remanejados policiais de outras unidades para reforçar o efetivo que vai atuar em horário especial até o dia 02 de janeiro.

“São 69 policiais a mais para atuar especialmente no Centro, para garantir que o número de ocorrências seja o menor possível nesse fim de ano”, disse oliveira.

A operação que começou no dia 14, já teve resultados. Em 36 horas, foram duas apreensões de armas de fogo, a prisão de uma pessoa que pilotava na região central uma moto com chassi adulterado, uma prisão de um fugitivo com mandado em aberto que circulava pela região do comércio e ainda um flagrante de roubo.

O comandante explicou que os policiais vão agir em pontos estratégicos, sempre das 7h da manhã até às 23h. O policiamento será feito à pé, de carro, moto e cavalaria.

Para o presidente da Fecomércio-MT, Hermes Martins, essa parceria é fundamental para que o consumidor se sinta seguro para ir às compras na região central, que oferece preços diferenciados e variedade. “A participação atuante da polícia é indispensável e é uma parceria que sempre dá bons resultados”, disse Hermes.

Durante a apresentação do plano de ação da PM, foi feita uma reivindicação dos empresários à polícia: para que algumas equipes de rondas pudessem estar mais presentes principalmente nos pontos de ônibus da região da prainha, que costumam ficar sem movimento depois das 22h. O pedido foi feito porque, com o horário estendido, os funcionários das lojas que não têm condução própria, acabam indo para o ponto de ônibus mais tarde.

A reivindicação foi prontamente aceita pelo comandante Oliveira, que prometeu incluir uma cobertura policial nesses locais.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários