Cuiabá, 14 de Julho de 2024
Notícia Max
14 de Julho de 2024

CIDADES Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016, 11:36 - A | A

Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016, 11h:36 - A | A

VÁRZEA GRANDE

Rede municipal inicia período de rematrículas para ano letivo de 2017

Da Redação

 

A secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer de Várzea Grande abre entre os dias 12 e 16 deste mês a semana de rematrícula para todos os alunos da rede pública municipal para o ano letivo de 2017. A confirmação da matrícula é presencial e deve ser feita pelos pais ou responsáveis nas Escolas de Educação Básica (EMEBs) como também nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). Neste ano, 23.531 alunos foram matriculados nas 79 unidades da rede municipal.

A confirmação de matrículas é feita de maneira simples, apenas com a assinatura dos pais ou responsáveis validando o interesse na continuidade do aluno na unidade em que estuda. “Mas tem de ser feita de forma presencial, ou seja, na escola onde o aluno cursou o ano de 2016”, reforça a técnica as Secretaria Izabel Barreto.

Para os estudantes que pretendem ingressar na rede pública municipal a partir de 2017, o período de matrículas para os alunos novos vai de 3 a 13 de janeiro de 2017.

O secretário da Pasta, Sílvio Fidelis, explica que nesse momento ainda não é possível estimar quantas novas vagas serão ofertas, ou qual será o percentual de crescimento da rede municipal para o próximo ano letivo. “Primeiro temos de fechar o período de rematrícula para então redimensionar a nossa rede. É comum haver desistências e transferências. Ainda nesse mês os diretores das escolas têm o compromisso de nos enviar um levantamento apontando quantas vagas foram preenchidas e as séries da rematrícula. A partir desse levantamento teremos um mapeamento da Rede e uma estimativa fiel da projeção do que virá a ser nosso ano letivo em 2017. Mas com certeza haverá expansão pontual em determinadas séries e unidades escolares”.

Como explica o secretário, ao longo deste ano, a prefeitura entregou às comunidades oito escolas e uma creche que foram reconstruídas e ou construída. “Como o ano letivo já havia começado, muitas crianças já haviam sido matriculadas em outras unidades, até mesmo em Cuiabá. E com as novas escolas, mais perto de suas casas, em 2017 haverá uma reacomodação natural que vai impactar positivamente no número de matrículas”.

O secretário lembra ainda que a secretaria publicou no final do mês a Portaria Municipal nº 0102/2016 que dispõe sobre a excepcionalidade do término do ano letivo das unidades escolares que foram reformas e que por isso tiveram o início das aulas em 2016 alterados e, portanto, alterando o calendário escolar, e consequentemente a conclusão do ano letivo. Com isso, das cinco escolas impactadas pelas obras, apenas uma encerrou as aulas até o momento, a EMEB Profª Maria Barbosa Martins, cujas aulas iniciaram no dia 1º de março estão sendo encerrando hoje, dia 6 de dezembro.

Para as outras escolas, o encerramento ficou estabelecido da seguinte forma: As EMEBs Benedita Bernardina Curvo e Lúcia Leite Rodrigues será no dia 17 de fevereiro de 2017. A EMEB Aristides Pompeo de Campos terá aulas até o dia 16 de fevereiro de 2017. E por fim, a EMEB Faustino Antônio da Silva, com término no dia 21 de janeiro de 2017.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários