Cuiabá, 28 de Maio de 2024
Notícia Max
28 de Maio de 2024

POLÍCIA Quinta-feira, 09 de Junho de 2016, 10:30 - A | A

Quinta-feira, 09 de Junho de 2016, 10h:30 - A | A

OPERAÇÃO NEVADA

PF faz ação para prender empresário e mais 19 suspeitos de tráfico em MS

G1-MT

REPRODUÇÃO

 

 

A Polícia Federal (PF) faz na manhã desta quinta-feira (9) em cidades de Mato Grosso do Sul, São Paulo e Mato Grosso, operação para prender 20 suspeitos de tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

 

Um dos alvos, apontado como um dos líderes do grupo, é dono de uma garagem de veículos em Campo Grande e mora em um bairro de classe média alta do município, um dos endereços onde havia policiais até a publicação desta reportagem. Ele teria movimentado, somente entre os anos de 2010 e 2014, mais de R$ 14 milhões.

 

De acordo com informações da PF, a ação é realizada na capital sul-mato-grossense, Bonito (MS), Bodoquena (MS), Rondonópolis (MT), São Paulo, Guarulhos (SP), Suzano (SP), São Bernardo do Campo Grande (SP) e Guarujá (SP).

 

O objetivo da operação Nevada é desmantelar quadrilha que usava fazendas de Porto Murtinho, na região de fronteira com o Paraguai, para armazenar cocaína vinda da Bolívia e de lá mandar por caminhões e caminhonetes para São Paulo.

 

Conforme a PF, a 3ª Vara da Justiça Federal de Campo Grande expediu sete mandados de condução coercitiva, 31 de busca e apreensão e 47 de sequestro de veículos. Participam 168 policiais.

Quadrilha

Segundo informações da PF, a quadrilha começou a ser investigada em julho de 2014. Desde então, oito pessoas foram presas em flagrante e foram apreendidos 778 quilos de cocaína, US$ 2,2 milhões, R$ 38 mil, uma pistola calibre 9mm, dois revólveres calibre 38, munições calibre 38, 9mm e de fuzil calibre 5,56 mm.

 

Ainda de acordo com a PF, o lucro com o tráfico era movimentado, na maior parte, pelo empresário de Campo Grande. A investigação apontou que ele comprou imóveis que ultrapassam R$ 5 milhões e carros de luxo, alguns avaliados em mais de R$ 400 mil, em concessionárias de Campo Grande.

 

A operação foi batizada de nevada em referência ao endereço de residência dos líderes da quadrilha.

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários