Cuiabá, 16 de Julho de 2024
Notícia Max
16 de Julho de 2024

POLÍTICA & PODER Segunda-feira, 08 de Julho de 2024, 10:56 - A | A

Segunda-feira, 08 de Julho de 2024, 10h:56 - A | A

primeiro debate

ALMT, Executivo e a sociedade discutem em audiência pública o PLDO-2025

Audiência pública será nesta terça-feira (9). A receita corrente liquida estimada para 2025 é da ordem de R$ 38 bilhões.

Da Redação

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), por intermédio da Comissão de Constituição e Justiça e Redação (CCJR), realiza nesta terça-feira (9), às 8 horas, audiência pública para discutir o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária (PLDO-1173/2024), para o exercício financeiro de 2025. A previsão da receita corrente liquida é da ordem de R$ 38,032 bilhões.

O debate que será realizado na sala 202, Deputada Sarita Baracat, é aberto ao público. Mas para aqueles que não têm condições de comparecer ao local podem acompanhar pela TV Assembleia (canal 30.1) ou pelo site da ALMT: www.al.mt.gov.br.

A segunda audiência pública está marcada para o dia 15 de agosto, às 14 horas. O debate será conduzido pela Comissão de Fiscalização e Acompanhamento da Execução Orçamentária da Assembleia Legislativa. As explicações detalhadas do PLDO, sobre as prioridades do governo para 2025, serão feitas pela equipe econômica da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

O crescimento estimado para 2025 é superior 7,81% ao projetado pela LDO/2024 que foi da ordem de R$ 35,060 bilhões. O PLDO é o instrumento que dá norte à elaboração do Projeto de Lei Orçamentária Anual – PLOA/2025, que deve ser encaminhado pelo governador Mauro Mendes à Assembleia Legislativa até 30/9/2024.

Sessões ordinárias - A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa antecipou para esta terça-feira (9), as duas sessões ordinárias do dia 17 de julho. A primeira está prevista para começar às 10 horas, e a 2ª está marcada para as 15 horas. As outras duas sessões ordinárias – matutina e vespertina – acontecem na quarta-feira (10).

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários