Cuiabá, 21 de Maio de 2024
Notícia Max
21 de Maio de 2024

POLÍTICA & PODER Segunda-feira, 04 de Julho de 2016, 09:33 - A | A

Segunda-feira, 04 de Julho de 2016, 09h:33 - A | A

ENTREVISTA DA SEMANA

Cláudia Bruehmueller: “Tenho sim pretensões políticas em Várzea Grande”

Valdemar Félix

Divulgação

 

A empresária várzea grandense Cláudia Bruehmueller, formada em administração, comércio exterior,  vem sendo apontada como nome a disputar uma vaga na Câmara Municipal ou mesmo o Paço Couto Magalhães. Em entrevista ao Notícia Max, Cláudia admite ter pretensões políticas, diz estar filiada ao PSD, onde ressalta já ter um nome colocado na disputa à prefeitura, do vice-prefeito Arilson Arruda, mas critica a legenda, dizendo até mesmo que Várzea Grande não seria prioridade para o partido comandado pelo vice-governador Carlos Favaro. Conta ainda sobre seus projetos sociais desenvolvidos nos bairros mais carentes, e avalia o estrago causado pelos anos de instabilidade política vividos no município.

Notícia Max - Você tem pretensões políticas nas eleições de outubro, visto que está filiada e seu nome já foi colocado até mesmo como pré-candidata a prefeitura

Cláudia Bruehmueller - Estou filiada no PSD (Partido Social Democrático) e tenho sim pretensões políticas em Várzea Grande, e venho realizando trabalhos em prol de nossa cidade e também estudando a algum tempo. Em relação a uma candidatura a majoritária o partido já se tem um nome como pré-candidato, que é do nosso vice-prefeito Arilson Arruda, que é o presidente do PSD Municipal. Em referência as eleições de outubro, tudo irá depender de como irá estar o grupo do partido, já que mesmo tendo um corpo de nomes fortes no cenário regional, tais como o vice-governador Carlos Favaro, presidente da estadual da sigla, também um vice-prefeito Arilson, deputados estaduais e vereadores porVárzea Grande, me parece que a eleição na Cidade Industrial não é prioridade. Hoje para você ter uma ideia nem uma sede própria temos, muito menos reuniões ou estrutura partidária municipal. Eu trabalho em grupo, não caminho sozinha, o povo precisa aparecer e unir, senão não avançaremos.

Notícia Max - Em caso de disputar o pleito, você teria total apoio de sua família?

Cláudia Bruehmueller - Não é segredo para família a minha paixão pela política, a luta em favor do nosso povo  várzea-grandense. Eu nunca vi um pai abandonar um filho, e não seria o meu que o faria, a família é o único bem preciso que temos, então buscamos neles a nossa vontade de fazer, comigo não é diferente, se eu for com certeza o apoio será irrestrito.

Notícia Max - A sua família tem importante indústria no município. Qual a sua avaliação sobre as recentes gestões, e a instabilidade política em Várzea Grande?

Cláudia Bruehmueller - Nossa empresa como tantas outras que se encontram na Cidade industrial, abre de manhã cedinho e realiza um trabalho duro e árduo para se manter no mercado competitivo que temos hoje, mas sempre com garra e determinação conseguimos construir uma empresa séria e estabilizada na cidade, gerando emprego e renda para o município. E tenho uma avaliação que nesta gestão atual se pegou a casa bagunçada, onde está se tentando arrumar, os erros dos que já vieram fazendo uso impróprio do Poder Público fez com que Várzea Grande pagasse com falta de investimento, e avalio que não é tão fácil quando se pega anos de irregularidades e quer regular, mas creio que se trabalhando com políticas públicas corretas estas instabilidades com certeza irá terminar.

Notícia Max - Quais os setores que você acredita que mereça maior atenção por parte do Poder Público?

Cláudia Bruehmueller - Os serviços municipais estão muito deficitários em praticamente todos os setores administrativos. É preciso priorizar a qualidade na prestação dos serviços públicos e assim gerar saúde com eficiência, educação para todos, habitação, transporte público digno e mobilidade urbana. A questão da segurança também merece muita atenção. Embora seja um dever do Estado, o prefeito deve estabelecer um diálogo aberto e suprapartidário com os Governos Federal e Estadual visando o bem-estar da população.

Notícia Max - Os empresários do município reclamam da falta de infraestrutura, e até mesmo de um distrito industrial, e isso vem desestimulando a atração de indústrias, com VG já perdendo o posto de segunda economia do Estado. O que fazer para mudar essa situação?

Cláudia Bruehmueller - É preciso haver apoio irrestrito do Governo do Estado, juntamente com os deputados estaduais representante da Baixada Cuiabana e da bancada federal, para estimular a criação de um Polo Industrial da Baixada Cuiabana com isenção de alguns impostos permissivos em lei, fazendo com que o empresariado tenha condições de gerar empregos e industrializar a matéria prima que o estado produz, e por consequência agregando mais aos seus produtos que terão com grande valor com boa arrecadação de ICMS para o Estado. É uma cadeia de ações em prol de todos.

Notícia Max - O que falta para que o município retome o seu ritmo de crescimento?

Cláudia Bruehmueller - Com a atual situação da crise financeira nacional e principalmente dos municípios como em Várzea Grande, vemos um declínio de anos seguidos e só aumentando o desemprego com seu polo industrial reduzido em 80%, o mais certo seria estimular o micro e pequenos empresários gerando empregos. Várzea Grande deveria participar mais do debate relacionado ao Projeto de Lei Complementar 29/2015 que regulamenta o estatuto da microempresa em MT, que o estado está querendo implantar para que possa ter melhoras significativas, não para regular algo e decrescer o que vem dando certo, o que seria de extrema importância na geração de emprego.

Notícia Max - Você tem um importante trabalho social em VG, fale sobre ele.

Cláudia Bruehmueller - O nosso Projeto Voluntário Viver, foi um sonho meu que coloquei no papel e virou realidade. Cada dia que passa sobe um degrau, pois nada aqui é feito com loucura ou com precipitação, trabalhamos com a realidade, levamos a 57 bairros carentes equipes de advogados, dentistas, pediatras, nutricionistas e muita animação, o que precisamos frisar e ressaltar é que todos os envolvidos são voluntários e amigos, o investimento é feito por empresários que sabem do trabalho sério prestado pelos nossos voluntários assim se faz política com pessoas do bem sem olhar a quem.

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários