Cuiabá, 19 de Maio de 2024
Notícia Max
19 de Maio de 2024

POLÍTICA & PODER Quinta-feira, 22 de Setembro de 2016, 11:12 - A | A

Quinta-feira, 22 de Setembro de 2016, 11h:12 - A | A

DECISÃO JUDICIAL

Juiza manda Wilson retirar vídeo que liga Emanuel a grupo político do (PMDB)

Vídeo foi divulgado pelo candidato Wilson Santos em seu programa eleitoral

VG Notícias

wilson santos

Foto:Reprodução

 

A juíza da 54ª Zona Eleitoral de Cuiabá, Maria Rosi de Meira Borba, determinou nessa quinta-feira (21.09) que a coligação “Dante de Oliveira” encabeçada pelo candidato a prefeito, deputado Wilson Santos (PSDB) retire vídeo que denigre a imagem do também candidato a prefeito, deputado Emanuel Pinheiro (PMDB) e o liga à corrupção.

 

De acordo com os autos, a coligação “Um novo prefeito para uma nova Cuiabá”, de Pinheiro, ingressou com Ação Cautelar com pedido de liminar contra a coligação de Wilson Santos, argumentando que o tucano teria divulgado no último dia 20 um vídeo na sua propaganda eleitoral difamando e denegrindo a imagem do peemedebista. O vídeo teria sido divulgado na rede mundial de computadores.

 

“O candidato requerido (Wilson Santos) tenta depreciar a imagem do candidato Emanuel Pinheiro ao tentar passar idéia de que ele teria relacionamento com pessoas supostamente ligadas ao crime”, diz trecho do processo.

 

No vídeo citado, Wilson Santos teria ligado indiretamente Pinheiro ao grupo político  (PMDB). “E os inimigos da ética e da decência não desistem. Eles estão tentando voltar ao poder para continuar se apropriando do patrimônio que é do povo. Por isso, lançaram candidatos em Cuiabá. Mas o nosso povo é sábio e não vai permitir que os corruptos continuem fazendo suas vítimas; o grupo do PMDB, ao qual é o Emanuel Pinheiro, acredito o seguinte: que nós não podemos deixar nossa cidade de Cuiabá ao lado dos corruptos, que estão aí, novamente para roubar o dinheiro público das pessoas e não fazer em o retorno que merecemos; o cidadão, ele tem que analisar bem, o que cada candidato representa. No caso, o 15 representa a corrupção, e o 45 representa renovação, a transformação”, disse o tucano em sua propaganda eleitoral.

 

De acordo com a juíza Maria Rosi as afirmações de Wilson apresentadas no horário da propaganda eleitoral buscou imputar, ainda que indiretamente, fatos delituosos que estão sendo apurados em desfavor de pessoas estranhas ao pleito eleitoral, Emanuel Pinheiro.

 

“Desse modo, entendo que as afirmações não se limitaram à realização de críticas à vida pública do candidato Emanuel Pinheiro, extrapolando, portanto, os limites legal mente permitidos e, portanto, deve ser coibida”, diz trecho da decisão, determinando a suspensão da veiculação do vídeo na propaganda eleitoral.

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários