Cuiabá, 23 de Julho de 2024
Notícia Max
23 de Julho de 2024

AGRONEGÓCIO Terça-feira, 18 de Outubro de 2016, 12:17 - A | A

Terça-feira, 18 de Outubro de 2016, 12h:17 - A | A

VBP

Valor bruto da produção agropecuária é menor no Estado

Só Notícias/Agronotícias/Gazeta Digital

REPRODUÇÃO

 

A projeção do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) quanto ao Valor Bruto da Produção da Agropecuária em Mato Grosso retraiu 1,70% em setembro se comparado com agosto deste ano. Naquele mês estava previsto que o VBP do Estado giraria em torno de R$ 72,945 bilhões, baixando para R$ 71,722 bilhões em setembro. Contudo, o 9º levantamento deste ano confirmou o aumento do valor bruto na comparação com 2015, quando o Estado teve um VBP de R$ 70,684 bilhões.

 

O VBP é a multiplicação da estimativa de produção sobre o valor de mercado. Embora não seja considerado um indicador real da situação econômica da produção econômica no campo, revela as condições e o comportamento dos preços sobre o volume produzido. Considerando o valor global do VBP em setembro notou-se que o produção pecuária (bovinos, frango, suínos, leite e ovos) conseguiu manter a estabilidade de preços com relativo aumento para algumas commodities, como é o caso dos bovinos (+1,64%) e frango (+2,50%) na comparação com agosto deste ano.

 

O gerente de projetos da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Fábio da Silva, avalia que o aumento percentual do VBP dos bovinos nos últimos 2 meses se dá em razão de leve valorização da arroba do boi de corte no país. “Mas se consideramos o VBP de 2016 frente ao de 2015 temos uma redução 5,7%, o que não é um bom sinal para o setor”. Silva relata que a crise econômica está afetando o setor, principalmente com a queda de consumo de carne bovina.

 

Soja - A soja se mantém como a commodity com o maior VBP em Mato Grosso. Dos R$ 71,722 bilhões a serem gerados no Estado, a soja corresponde por 44,8% do total, com R$ 32,160 bilhões. Contudo, as projeções em setembro retraíram 2,05% se comparado a agosto, quando eram esperados R$ 32,835 bilhões. Quem também encerrou setembro com queda foi o milho (-4,46%), baixando de R$ 10,413 bilhões para R$ 9,948 bilhões.

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários