Cuiabá, 24 de Junho de 2024
Notícia Max
24 de Junho de 2024

POLÍTICA & PODER Quarta-feira, 28 de Abril de 2021, 09:37 - A | A

Quarta-feira, 28 de Abril de 2021, 09h:37 - A | A

CPI DOS MEDICAMENTOS

Juca: "Câmara vai trabalhar para trazer a verdade"

A CPI foi proposta pelo vereador Lilo Pinheiro (PDT), o processo visa apurar, de uma forma geral, a aquisição, armazenamento e distribuição dos medicamentos e insumos realizados pela Secretaria de Saúde do município

Redação

O presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Juca do Guaraná Filho (MDB), foi um dos 15 vereadores que assinaram a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a questão referente aos medicamentos vencidos encontrados no Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos da Capital.

De acordo com o presidente a CPI irá trazer a verdade à tona com transparência a população cuiabana e os trabalhos devem ocorrer sem sensacionalismo. “Vamos trabalhar sem sensacionalismo, sem pirotecnia e buscar a verdade. Acredito que tem que ter transparência e responsabilidade. Esse é o papel da Câmara, do vereador, fiscalizar, independentemente de ser base ou oposição ao prefeito”, disse Juca do Guaraná na sessão desta terça-feira (27.04).

Nós fizemos o requerimento para abertura desta comissão para que a gente possa investigar a aquisição, o armazenamento e a distribuição dos medicamentos

“Somos uma base aliada e não alienada. Uma base aliada quer o melhor para Cuiabá. Trabalhamos unidos, buscando o melhor pra Cuiabá .Não estamos minimizando o problema. Vamos apurar e vamos disponibilizar aos órgãos de controle. Ainda não temos o resultado da apuração”, complementou.

A CPI foi proposta pelo vereador Lilo Pinheiro (PDT), o processo visa apurar, de uma forma geral, a aquisição, armazenamento e distribuição dos medicamentos e insumos realizados pela Secretaria de Saúde do município.

Como foi o autor do requerimento, Lilo deve ficar na presidência dos trabalhos. A composição deverá ser oficializada na próxima segunda-feira (03.05), durante reunião do Colégio de Líderes. Após isso, será publicada uma resolução no Diário Oficial de Contas, oficializando a instauração da CPI, que terá 120 dias para concluir os trabalhos.

“Nós fizemos o requerimento para abertura desta comissão para que a gente possa investigar a aquisição, o armazenamento e a distribuição dos medicamentos e insumos para as unidades básicas de saúde de Cuiabá. Queremos fazer um trabalho sereno, sem politicagem, descobrir o que aconteceu, até para evitar que futuramente possa acontecer esse descarte de medicamentos vencidos em Cuiabá”, explicou Lilo Pinheiro.

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários