Cuiabá, 19 de Julho de 2024
Notícia Max
19 de Julho de 2024

AGRONEGÓCIO Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2016, 14:33 - A | A

Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2016, 14h:33 - A | A

AGRICULTURA FAMILIAR

Fávaro recebe demandas em 2016 sobre rodovias e agricultura familiar

Agronotícias

 

 

Com a missão de auxiliar o governador do Estado no atendimento à sociedade civil, o Gabinete de vice-governadoria fechou o ano de 2016 encaminhando solicitações e promovendo agendas relacionadas principalmente a obras de infraestrutura nas cidades, pavimentação de rodovias, e na área de agricultura familiar. Os dados fazem parte do relatório, que aponta 2.808 atendimentos à sociedade feitos pelo gabinete este ano.

“Avalio que em 2016 a vice-governadoria cumpriu o seu papel. Foi um ano em que nós superamos a inexperiência da vida pública, e a equipe conseguiu interagir melhor com a sociedade, cumprir o seu papel de receber missões do governador e dar respostas à sociedade”, ressalta o vice-governador, Carlos Fávaro.

Dos quase 3 mil atendimentos, 71% foram realizados pela equipe da vice-governadoria e 29% pelo próprio vice-governador. As demandas foram apresentadas por prefeitos de todas as regiões, deputados, associações e sociedade civil organizada, e resultaram em 90% de encaminhamentos formalizados para os órgãos da administração estadual responsáveis.

 

“Vamos ganhando mais segurança com a administração, mais experiência, sabendo das dificuldades e como superá-las. Tenho certeza que 2017 será um ano de ainda mais realizações. Apesar da crise, Mato Grosso vai dar uma resposta e mostrar para o Brasil que é possível superar com dedicação, firmeza e competência”, explica Fávaro.

O prefeito de Glória D’Oeste (320 km de Cuiabá), Nilton Borgato, foi um dos atendidos pelo gabinete. Ele conta que a intervenção da vice-governadoria auxiliou a prefeitura a formalizar as demandas junto às secretarias e, com isso, foi possível uma resposta mais rápida e satisfatória para os cidadãos.

O município recebeu do Governo massa asfáltica para uma operação tapa buracos na MT-339, combustível para manutenção da MT-250 e MT-180, além de madeira para reforma de pontes da região. “O principal foi a pavimentação urbana. Ruas que eram problemáticas, e que devido à chuva, sempre havia erosão. Com a pavimentação foi possível garantir o ir e vir das pessoas”, comenta o prefeito.

 

Balanço

Entre as demandas recebidas pelo gabinete, a maior parte está relacionada à Secretaria de Estado das Cidades (Secid), com 24%. Pavimentação urbana, operação tapa-buracos, construção de rede de esgoto e perfuração de poços artesianos foram as solicitações mais frequentes.

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) recebeu 16% dos encaminhamentos em 2016, a maioria sobre massa asfáltica, recuperação de rodovias e óleo diesel para prefeituras. Em terceiro lugar, a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf) recebeu 8% dos pedidos.

Entre os encaminhamentos, 31% foram finalizados pelo órgão, com atendimento da solicitação ou resposta ao solicitante que contemple o caso, 51% estão em andamento nas secretarias, e 18% ainda não tiveram andamento ou resposta do órgão competente.

A maioria das demandas foi recebida do interior do estado, somando 88% das solicitações formalizadas, enquanto a Capital mato-grossense corresponde a 11%, e Várzea Grande, 1%.

Em 2016, o vice-governador percorreu todas as regiões de Mato Grosso. Passou por 92 municípios, em 50 viagens, que se dividiram entre agendas de inaugurações de obras, expedições para verificar a situação das rodovias, e agendas municipais em que representou o Governo de Mato Grosso. No primeiro ano de gestão, foram percorridos 80 municípios em 48 viagens.

 

A atuação em prol do desenvolvimento econômico foi marcada por duas agendas no exterior, uma delas foi a Caravana da Integração, realizada em abril de 2016. Uma equipe composta por integrantes do Governo do Estado, deputados, e representantes do setor produtivo visitou cidades da Bolívia, Chile e Peru, em busca de soluções para a integração comercial da América Latina.

 

Fávaro também esteve na Argentina, em novembro deste ano, junto a uma comitiva que conheceu os portos e empresas da América do Sul interessadas em importar produtos de Mato Grosso por meio de uma rota hidroviária. “A grande oportunidade é a hidrovia, nós temos uma dádiva divina, que são rios navegáveis. O mundo inteiro explora os seus rios, e Mato Grosso e o Brasil exploram muito pouco isso”, afirma.

 

Segundo o vice-governador, a viagem também resultou na proposta de retomada do Porto de Cáceres para viabilizar a navegação pelo Rio Paraná-Paraguai. Com isso, a Zona de Processamento de Exportações (ZPE), em implantação em Cáceres, deve escoar os produtos com mais facilidade para outros países.

“Visitamos todas as regiões, temos obras por todo o estado. Há muito a fazer, estamos no meio do mandato, mas tenho a certeza que este Governo entrará pra história como quem fez a maior infraestrutura logística do nosso estado”, ressalta o vice-governador.

 

No total, foram feitas nove viagens à Brasília (DF), para tratar de pautas estratégicas para Mato Grosso e bom trâmite com o governo federal. Carlos Fávaro cumpriu agenda no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação (MCTI), Ministério do Meio Ambiente (MMA) e Ministério da Integração Nacional (MI).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários