Cuiabá, 19 de Julho de 2024
Notícia Max
19 de Julho de 2024

POLÍCIA Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 10:27 - A | A

Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 10h:27 - A | A

homicídio duplamente qualificado

Fazendeiro apontado como mandante da execução de Zampieri é indiciado

O advogado Roberto Zampieri foi assassinado a tiros em 5 dezembro do ano passado quando deixava o seu escritório

Da Redação

A Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa concluiu o inquérito policial que investigou a morte do advogado Roberto Zampieri e indiciou o empresário e fazendeiro Aníbal Manoel Laurindo como mandante. A esposa do indiciado, Elenice Ballaroti Laurindo, saiu ilesa e não responderá pelo crime.

“Os elementos de prova restaram insuficientes para o indiciamento de Elenice Ballaroti Laurindo, motivo pelo qual a Autoridade Policial não indiciou a até então investigada”, explicou o delegado Nilson Farias.

As investigações, segundo o delegado responsável pelo caso, Nilson Farias, Aníbal, comprovaram o elo entre Aníbal e o intermediário coronel Etevaldo Luiz Cassadini de Vargas. E por fim, o vínculo entre Etevaldo e os executores.

Aníbal Laurindo deverá responder por homicídio duplamente qualificado com traição, emboscada, dissimulação ou recurso que dificulte a defesa da vítima, além de o crime ter sido cometido mediante pagamento, o que configura motivo torpe.


O advogado Roberto Zampieri foi assassinado a tiros em 5 dezembro do ano passado quando deixava o seu escritório, localizado no Bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá. Ele havia acabado de entrar em seu carro, um Fiat Toro branco, quando o assassino se aproximou e atirou dez vezes contra ele.

CLIQUE AQUI e faça parte do nosso grupo para receber as últimas do Noticia Max.

0 Comentários